Cidadeverde.com

Estudante mente para Polícia e morador de rua é preso injustamente

Foto: Reprodução / Google Maps

Após uma mentira de um estudante de 16 anos, um morador de rua acabou preso injustamente em Piripiri, município a 157 km de Teresina. De acordo com o delegado titular Jorge Terceiro, a história começou quando o jovem, aluno do Centro Educativo Municipal Antônio Ferreira Neto, no Centro, contou à mãe que um morador de rua estava o extorquindo por dinheiro todos os dias quando chegava para a escola. 

"Ele contou para a mãe que tinha um homem que estava extorquindo um dinheiro e teria exigido mais dele, o ameaçado. Eles vieram direto para a delegacia, enviamos a Polícia lá, que localizou o suspeito, prendeu e o trouxe até aqui, mas o que acontece é que constatamos que não ocorreu isso. Na verdade, o garoto pegava o dinheiro dos pais para comprar videogames e outras coisas e encontramos tudo na mochila dele", descreveu o policial.

A família do garoto esteve na delegacia e segundo o delegado alguns familiares chegaram a chorar ao saberem da verdadeira história. Por conta da mentira, o adolescente responderá a um processo semelhande a denunciação caluniosa que será levado ao Ministério Público que decidirá as providências à serem tomadas.  "Foi uma atitude bem grave, uma notícia falsa, um adolescente impulsiona uma operação, mobilizamos policiais, localizamos um indivíduo e prendemos uma pessoa injustamente. É extremamente reprovável", acrescentou o delegado.

O jovem responderá em liberdade e o morador de rua, natural de Alto Alegre, foi liberado.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com