Cidadeverde.com

Dupla é presa aplicando golpes de "falso emprego" em Piripiri

Dois homens foram presos pela Polícia Civil de Piripiri (157 km de Teresina) nesta terça-feira (20) por suspeita de estelionato. Os dois homens ofereciam falsos empregos em outros estados do país e cobravam uma taxa de "cadastro" das vítimas. O objetivo era arrecadar cerca de R$ 400 mil. 

De acordo com o agente de polícia civil da cidade, Wagner Vieira, a dupla chegou à cidade há poucos dias e contratou duas profissionais. Uma delas responsável pelo cadastro e uma médica, que faria os exames de admissão dos trabalhadores. Nenhuma das duas sabia do esquema. 

"Até nisso eles enganaram as pessoas. Disseram que iam pagar as duas no final e iam era fugir com o dinheiro. Quando nós descobrimos o golpe, eles já tinham esquematizado a transferência do dinheiro para a conta deles", informou. 

A dupla foi descoberta depois que o advogado da mulher responsável pela contratação desconfiou da forma de atuação. "Ele achou suspeito esse monte de emprego sendo oferecido nessa situação em que o país está. Aí ele procurou a polícia e nós fomos apurar", disse o policial. 

Quando os policiais chegaram ao local, na tarde de ontem (20), havia uma fila de pessoas aguardando para fazer o cadastro para tentar uma vaga. Os empregos oferecidos, sedundo a dupla, seria para a construção de uma empresa que iria produzir etanol no interior do Pernambuco. Contudo, a documentação apresentada pela dupla corresponde a um estabelecimento registrado em São Paulo. Os dois homens são do Maranhão. 

A dupla foi encontrada em um hotel da cidade e já havia solicitado o depósito do dinheiro arrecadado. Cerca de R$ 80 mil já estavam sob posse da mulher, que não fez o depósito por orientação de seu advogado. Pelo menos 200 pessoas já haviam feito o pagamento da taxa de R$ 400 e a dupla dizia querer contratar 1 mil trabalhadores. 

O policial disse que a dupla foi encontrada com diversas carteiras de trabalho dos candidatos às vagas de emprego. Eles foram presos, ouvidos e poderão ser transferidos para Teresina. 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com