Cidadeverde.com

Secretaria de Saúde inaugura maternidade de Piripiri até julho

Em visita ao Hospital Regional Chagas Rodrigues, em Piripiri, o secretário de Estado da Saúde, Francisco Costa, anunciou que, até julho, a unidade contará com nova maternidade. Serão quatro salas de parto onde a mulher terá acolhimento no pré-parto, parto e pós-parto.

“Podemos falar com muito entusiasmo que aqui será a primeira maternidade com salas de parto humanizado de acordo com o que recomenda a portaria do Programa Rede Cegonha do Ministério da Saúde. Nem na maternidade Dona Evangelina Rosa temos essa estrutura”, comenta o secretário de Estado da Saúde, Francisco Costa.

Tendo em vista a grande demanda da região na área de assistência ao parto, a secretaria concluiu processo licitatório para a construção de uma Unidade Intermediária Neonatal e em breve a construtora iniciará a obra.

 “Porque, com a maternidade em funcionamento, acaba gerando uma demanda também de partos de alta complexidade. Então, precisamos garantir também esse suporte para não ficarmos somente na dependência da Maternidade Dona Evangelina Rosa”, informou o secretário.

Outro serviço anunciado é a contratação de mais médicos para o hospital. “Aqui nós temos um hospital que cresce, aumentando a oferta de serviços tanto na área da ortopedia, quanto na cirurgia geral. Por isso, autorizei a contratação de mais um profissional médico, já temos dois profissionais no Pronto Socorro de sexta a domingo, mas vamos fazer isso também de segunda a quinta para que tenhamos um volume e rapidez maior no atendimento, também”, afirmou o gestor.

Hospital realiza 280 cirurgias no Abril Cirúrgico

Numa ação em regime de mutirão, o Hospital Regional Chagas Rodrigues realizou o Abril Cirúrgico que tornou possível a realização de 280 cirurgias eletivas.

As cirurgias foram feitas após realização de busca ativa aos pacientes da região dos Cocais que tiveram atendimento em Piripiri, possuíam procedimentos agendados para 2015 e, por motivos diversos, ficaram sem efetivação.

O que determinou o sucesso da ação, segundo a diretora do Hospital, Nádia Costa, foi a busca a cada um dos pacientes. Primeiro por meio de telefones cadastrados na ficha de agendamento, depois com avisos nas rádios e demais veículos de comunicação da região.

“Nossa meta era encontrar todos aqueles pacientes que recorreram ao Chagas Rodrigues a realizar a cirurgia que, certamente, eles muito necessitavam. E conseguimos”, relata a diretora.

Desta forma, foram realizadas hernioplastias, histerectomias, laqueaduras, retirada de cistos e diversos tipos de cirurgias ortopédicas, dentre outras. A meta agora, de acordo com Nádia Costa, é findar 2016 sem fila de pacientes a espera de um procedimento cirúrgico. 

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com