Cidadeverde.com

Em vídeo, presos pedem para governo tapar buraco deixado por colega de cela

A fuga de um detento na madrugada de ontem (09) expôs a fragilidade da cadeia pública de Piripiri. Atualmente, o local abriga 10 presos divididos em três celas. O prédio tem cerca de 60 anos e as paredes construídas com tijolos de barro cru não oferecem segurança. 

O preso identificado apenas como Raul fugiu após cavar o buraco no banheiro da cela que dá acesso diretamente à rua João Damasceno, no centro da cidade. Ele havia sido capturado há poucos dias, suspeito de receptação de uma moto roubada. 

Na cela de onde Raul fugiu estão mais quatro presos que permanecem no local por vontade própria. Em um vídeo gravado é possível perceber que quem passa pela rua pode conversar facilmente com os presos.

"Nós estamos pagando pelo que fizemos e não fugimos porque queremos sair pela porta da frente mesmo. Estamos de boa aqui", disse um dos presos.

Nas imagens gravadas por um portal local, um dos próprios presos faz questão de pedir reparos no prédio. 

"Tem que tapar esse buraco aí, pois a pessoa passa na rua e vê todos nós tomando banho. Essa já é a segunda fuga", disse um dos presos. 

Fotos: Silvio Vieira/ Cliquepiripiri

O delegado regional de Piripiri, Jorge Terceiro, conta que já comunicou o problema as secretarias estaduais de Segurança e Justiça. 

"Anteriormente, já havíamos comunicado a situação e estamos aguardando a solução do caso. Também informamos a fuga ao juiz... Infelizmente não podemos fazer nada, pois o prédio é muito antigo. O que fizemos foi reforçar as grades. A população está apreensiva. A lei não permite, mas mesmo que quiséssemos deslocar um agente para custodiar os presos da cadeia, não tinha onde ele ficar", explica o delegado. 

Em 2013, o Complexo da Polícia Civil de Piripiri conta com Delegacia Regional, Delegacia da Mulher, cartório, Central de Flagrantes, equipamentos para investigação e sala para perícia criminal. O local não possui celas. 

A assessoria da Sejus informou que a estrutura da cadeia pública de Piripiri não é vinculado a secretaria de Justiça. O Cidadeverde.com aguarda a nota da secretaria de Segurança. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com