Cidadeverde.com

Homossexual é morto após espancamento em Piripiri

Um homem, identificado por Walteres Peixoto, 30 anos, morreu nesta terça-feira(09), por não resistir às pancadas na cabeça levados durante um espancamento sofrido no último domingo(07). Ele chegou a ser hospitalizado, mas nos primeiros minutos desta terça-feira (9), ele faleceu.

Segundo o presidente do Grupo Gay de Piripiri, Gerson Renato, Walteres Paixoto, era homossexual e disse que ainda não se sabe o motivo do assassinato. Mas, ele já acionou as Polícias Militar e Civil.

"Ele morava em Teresina e veio antes do Natal para ficar na casa da mãe. Só soubemos hoje do espancamento", disse Gerson, que lembrou que Walteres já tinha sido vítima de tentativa de homicídio, na capital, por mais de uma vez, levando três tiros e ainda esfaqueado em outra situação.

 

 

Com informações do Piripirireporter/Piripiri40graus