Cidadeverde.com

Vereador diz que voto distrital é retrocesso no sistema eleitoral

O vereador Edvaldo Marques (PSB) disse que é um retrocesso a aprovação do voto distrital para vereadores na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) no Senado Federal. “Sou radicalmente contra, porque o vereador é eleito para buscar soluções dos problemas da cidade como um todo e se compartimentar a cidade em 29 zonas será reduzir o trabalho do vereador a bairros específicos. Onde fica a educação, a saúde que são problemas de todo município? Já que o vereador estará reduzido a questões mais específicas sempre, como o calçamento para seu distrito”, declarou o parlamentar do PSB.

E acrescenta que os senadores deveriam se preocupar com a reforma política, para que possa valer já para 2016. “Temos que buscar instrumentos com a reforma política de combate à corrupção eleitoral, fazendo uma comissão mista entre senadores e deputados federais para discutir as mudanças e agilizar o projeto e não retroceder com esse sistema de voto distrital”, recomenda. 

 
 

Firmino recomenda cautela a aliados

O prefeito tem evitado tratar de campanha eleitoral este ano. "Estamos focados na administração, eleição só no próximo ano", afirma. O recado vale para aliados que anunciam pré-candidaturas. Esta semana, o presidente estadual do PDT, Flávio Nogueira, admitiu disposição do partido para lançar candidato ao Palácio da Cidade. Há setores do PSB que defendem candidatura própria em Teresina. O PRB já lançou o deputado estadual Gessivaldo Isaias. As três legendas são da base de apoio ao prefeito Firmino Filho e participam da gestão tucana.

Detran descentraliza serviços

O diretor geral do Detran-PI, Arão Lobão, visitou nesta sexta-feira ,24, a Ciretran de Parnaíba. Lobão conversou com os servidores, respondeu dúvidas e conheceu a infraestrutura da unidade. Ao assumir a gestão do órgão e constatar que 14 mil processos para retirada da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) estavam pendentes, Lobão criou regionais, atribuindo circunscrição em municípios para desafogar esses processos e reduzir os índices. Somente nos três primeiros meses foi possível atender mais de oito mil processos.

Na foto o diretor do Detran está acompanhado de com o coordenador de Parnaíba (Ciretran) Marco Aurélio e o servidor Dedê.

Autoridades do Tocantins conhecem controle de gastos no Piauí

Uma comitiva do Governo de Tocantins visitou nesta sexta-feira, 24, o secretário de Administração, Franzé Silva. Os  secretários de Administração, Gefferson Barros,  e de Planejamento e Orçamento, David Torres, além do deputado estadual e líder do Governo na Assembleia tocantinense, Paulo Mourão.

 A visita  teve o objetivo de conhecer as ações desenvolvidas nos 100 dias de gestão do governo piauiense, trocar experiências administrativas e financeiras, principalmente na área de controle de gastos e do incremento da receita.

Governo quer atenção especial a investimentos privados

A área do governo ligada ao desenvolvimento econômico foi orientada pelo governvernador Wellington Dias para acompanhar de perto investimentos privados no Piauí. "A ideia é o governo atuar de forma eficaz na solução de gargalos como licenças ambientais, regularização fundiária, indenizações, incentivos fiscais. Assim, poderemos acelerar o desenvolvimento econômico em parceria com a iniciativa privada", comenta Wellington Dias.
 

Prevenção ao suicídio

Esse é o objetivo do projeto de lei que vai ser apresentado e discutido na Câmara de Vereadores de Teresina no próximo dia 13 de maio, em audiência pública. "Com apoio de especialistas no assunto,percebi que é cada vez mais necessário falar sobre o tema que até então, ainda é um tabu para muitos", afirma a vereadora Teresinha Medeiros (PPS). Segundo dados do Instituto SANGARI, de 2002 a 2012, o número de suicídio no Brasil aumentou 33,06%. No Piauí, o aumento foi de 85%. Teresina está em 2º lugar entre as capitais com maior taxa de suicídio do país, perdendo apenas para Florianópolis. Segundo o psicólogo clínico e suicidólogo Carlos Henrique Aragão Neto, o tema deve ser tratado de maneira correta. O especialista vai apresentar na audiência resultados de últimas pesquisas mostrando que a prevenção é a melhor e mais correta para evitar de evitar o problema.

A resistência petista à aliança com Firmino

As parcerias administrativas envolvendo PT e PSDB em Teresina vão a todo vapor. As principais lideranças do PT não confirmam, mas não descartam até mesmo  aliança para reeleger o tucano em 2016. O foco de resistência estava na Câmara Municipal, na bancada de vereadores. Mas hoje, só Dudu Borges foge do ninho tucano como o diabo da cruz. 

A prioridade do PR em Teresina

O presidente da executiva estadual, Fábio Xavier, e o deputado federal Silas Freire, estão falando a mesma língua em relação a estratégia do PR para as eleições municipais do próximo ano em Teresina. "Estamos trabalhando na formação de uma chapa competitiva de candidatos a vereador", afirma Silas Freire. Segundo Fábio Xavier, o PR também não terá dificuldades políticas na eleição de prefeito. "Marcharemos unidos", promete o presidente.

Margarete Coelho debate reforma política na igreja católica

A vice-governadora Margarete Coelho (PP) esteve nesta quinta feira, 23, conversando sobre reforma política com padres e diáconos da capital, no  Palácio Episcopal.  O encontro tratou de temas polêmicos da reforma, como financiamento de campanha e a unificação das eleições.

Mais dois pré-candidatos do PDT a prefeito de Teresina

Além do presidente do diretório estadual, Flávio Nogueira, que transferir domicílio eleitoral de Palmeirais para Teresina,  e do deputado estadual Robert Rios, o partido revela mais duas opções de candidaturas ao Palácio da Cidade: o deputado estadual Flávio Nogueira Júnior e o vereador Aluísio Sampaio, atual secretário de meio ambiente da prefeitura e integrante da bancada da apoio ao prefeito Firmino Filho. 

“O PDT tem tradição de enfrentar desafios. Já tivemos Deoclécio Dantas disputando a prefeitura de Teresina  e eu mesmo concorrendo à vice-governadoria”, comentou Flávio Nogueira, ressaltando que o PDT não se furtará das discussões em relação ás eleições majoritárias na capital piauiense. Se o projeto político avançar, o PDT terá que sair da base de sustentação à gestão tucana na capital.

Posts anteriores