Cidadeverde.com

Jeová: "reajuste salarial dos professores será votado até quinta-feira"

O  presidente da Câmara Municipal de Teresina se reuniu nesta sexta-feira,16, com representantes do Sindicato dos Servidores  para tratar de dois projetos relacionados aos professores da rede municipal de ensino.

O primeiro prevê o reajuste salarial, para adequar o magistério de Teresina ao piso nacional da categoria. O segundo é de avaliação de desempenho. De acordo com Jeová Alencar (PSDB), a mensagem enviada pelo Palácio da Cidade que visa o reajuste do piso salarial já deve ser votada na próxima semana. “É uma categoria de extrema importância e essa pauta deve ser tratada com urgência, então, acredito que até a próxima quinta-feira já estaremos colocando em votação” explicou. A vereadora Cida Santiago (PHS) participou do encontro com dirigentes do Sindserm.

Marden confirma bloco de oposição na Assembleia

Foi comunicado pelo bloco da oposição, composto pelos três parlamentares do PSDB e o deputado Robert Rios (PDT), que o nome já definido como certo para compor a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), é o de Marden Menezes (PSDB). Ele foi escolhido pela experiência, conhecimento técnico e pela liderança que tem dentro das oposições. Sendo ano de eleição o que se espera é que os debates fiquem mais acirrados. As definições dessas montagens das comissões devem ser feitas até a próxima semana.

Átila apoia intervenção militar no Rio

Sobre a decisão do presidente Michel Temer de decretar intervenção na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro, o Coordenador da Bancada do Piauí no Congresso, deputado federal Átila Lira (PSB), se mostra  totalmente favorável. "Com o colapso da governabilidade só restava ao Governo Federal a intervenção. A insegurança da população do Rio de Janeiro todos reconhecem. O crime organizado é uma ameaça para a sociedade. Essa é uma lição para os outros Estados. O povo vai pedir intervenção aonde o poder estadual não corresponder", avalia Átila.  Sobre a possibilidade de afetar o andamento da votação da Reforma da Previdência, o coordenador afirma que primeiro vão colocar o Rio de Janeiro em ordem e votar as matérias de segurança pública no Congresso.
 
 
 

Cooperação internacional

O presidente do Conselho Nacional do SESI, João Henrique  Sousa, participou de encontro na Universidade da Guiana com o dirigente da instituição, Antoine Primerose, e com a diretora do Instituto Universitário de Educação Profissional, Cristiane Harridas. Entre os assuntos discutidos  a qualificação profissional.
O acordo prevê intercâmbio entre o Brasil e a Guiania Francesa nas áreas Cultural, Educacional e de Serviços.

 

Firmino articula chapa para Câmara Federal

Pelos menos cinco vereadores e um suplente da base aliada ao prefeito Firmino Filho serão candidatos a deputado federal. Joaninha (PSDB), Gustavo de Carvalho (Patriotas) e o suplente Renato Berger, que deve trocar o PSL pelo PTdoB, estão praticamente confirmados. A estratégia do prefeito é formar um bloco suprapartidário com forte influência na capital para conquistar uma vaga na Câmara Federal. O movimento já está sendo chamado "chapinha do Palácio da Cidade".

Silas confirma apoio a Wellington Dias

O deputado federal reconhece que o projeto da chapinha não deu certo. Mas o Podemos segue firme na base governista. "Só não votaremos no governador se ele não desejar nosso apoio", afirmou. Silas Freire informou à coluna que o Podemos está preparado para compor a coligação proporcional definida pelo governador Wellington Dias.

Para Fernando Monteiro, chapinhas ajudam Wellington Dias

O deputado estadual é presidente do PRTB e articula chapa proporcional com PPS, PHS, PMN e outras pequenas siglas. O esforço é assegurar vagas na Assembleia Legislativa e tentar eleger um deputado federal. Mas emplacar chapinha na base governista não está fácil. Os grandes partidos resistem. "A nossa chapa incorpora novas forças à base governista", afirma Fernando Monteiro ao citar o caso do PPS, partido que tem sido adversário do PT no Estado. Para o deputado, os partidos que contestam as chapas com pequenos partidos estão esquecendo do principal na campanha eleitoral deste ano: a reeleição do governador Wellington Dias. Essa pendência política na base governista vai longe.

Podemos admite dificuldades para apoiar reeleição de W. Dias

A principal dificuldade é a resistência do PT à formação de chapas proporcionais com partidos emergentes. "Queremos ficar no governo que ajudamos a eleger, mas pode ser que eles não tenham interesse", desabafa o deputado federal Silas Freire, presidente do Podemos no Estado.
 

Regina Sousa critica autofinanciamento de campanha

“O autofinanciamento de campanha é uma aberração. Se for mantido, teremos um novo Congresso formado por homens brancos, ricos, submissos ao capital estrangeiro, especulativo, industrial e ao agronegócio”, prevê a senadora Regina Sousa (PT-PI). De acordo com o texto, relatado pelo ministro Luiz Fux, o candidato poderá usar recursos próprios em sua campanha até o limite de gastos estabelecido para o cargo ao qual concorre. A regra se aplica até mesmo para candidatos à Presidência da República. Para a senadora, a nova regra não passa de uma brecha legal para que candidatos com mais recursos levem vantagem ou, até, para que sejam patrocinados “por debaixo dos panos”.

 

Luciano Nunes cobra operação "tapa buracos"

Após intensa movimentação pelos municípios piauienses durante o carnaval, o deputado estadual Luciano Nunes (PSDB) retomou  as atividades na Assembleia Legislativa do Piauí apresentando requerimento solicitando à direção do Departamento Estadual de Estradas de Rodagens do Piauí (DER-PI) a execução de Operação Tapa Buracos, para recuperar o trecho da PI-110 entre os municípios de Batalha e Piracuruca, na região Norte do Estado. O parlamentar tucano apresentou  também projeto de Decreto Legislativo que propõe título de cidadania piauiense ao arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho, que nasceu na cidade de Bacabal, no Maranhão.

Posts anteriores