Cidadeverde.com

Corpo de Dom Ramón López é velado em Bom Jesus

Está sendo velado desde o início da madrugada deste domingo (29), em Bom Jesus, o corpo do bispo emérito do município, Dom Ramón López Carrozas. Ele morreu na manhã de  sábado, em Teresina, vítima de falência múltipla de órgãos. O bispo estava internado no Hospital Universitário de Teresina (HU).

O corpo chegou na cidade por volta das 23h de ontem e foi levado para o santuário do Bom Jesus da Boa Sentença. Por volta das 9h de hoje, uma procissão pelas ruas de Bom Jesus marcou o cortejo de Dom Ramón para a catedral de Nossa Senhora das Mercês, onde está sendo velado.

Ele será enterrado na terça-feira (1), às 16h, ao lado do túmulo de Dom José Vázquez Díaz.

Dom Ramón López Carrozas tinha 81 anos. O bispo nasceu em Sarria, na Espanha, no dia 31 de agosto de 1937. A ordenação presbiteral aconteceu em 10 de abril de 1960, já a ordenação episcopal ocorreu em 27 de maio de 1979.

A morte do bispo foi comunicada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) por Dom Marcos Antônio Tavoni, bispo diocesano de Bom Jesus do Gurguéia. Dom Leonardo Steiner, secretário-geral da  CNBB , assinou mensagem de condolências em nome da Conferência. Leia:

Prezado Irmão, dom Marcos Antônio Tavoni.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) recebe, com tristeza, a notícia do falecimento de dom Ramón Lopez Carrozas, ocorrido na manhã deste sábado, em Teresina (PI). Apresentamos nossas orações e cumprimentos ao senhor, aos familiares do bispo emérito, aos irmãos de sua congregação religiosa, ao clero e as comunidades da Diocese de Bom Jesus do Gurguéia.

O falecimento de um irmão nos recorda a necessidade termos os olhos fixos em Jesus. Nos consolamos com suas palavras: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá (Jo 11,25-26)”.

Dom Ramón deixa um legado de homem de fé, dedicado ao povo e corajoso anunciador do Evangelho de Cristo. Ajudam-nos, neste momento, as palavras de Papa Francisco durante a oração do Angelus, em agosto de 2015: “Jesus nos recorda que o verdadeiro significado da nossa existência terrena está na eternidade e que a história humana com os seus sofrimentos e suas alegrias devem ser vistas em um horizonte de eternidade, isto é, naquele horizonte do encontro definitivo com Ele”.

O lema episcopal de dom Ramón “Servire non serviri” (servir e não ser servido) é uma advertência do Evangelho que nos diz respeito a todos e nos mostra seu profundo propósito de seguir a Jesus Cristo assumindo sua missão com todas as consequências. Sua caminhada no serviço episcopal expressa o sentido dessa expressão na missão da Igreja.

Em Cristo,

Dom Leonardo Steiner
Bispo auxiliar de Brasília
Secretário-geral da CNBB

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com