Cidadeverde.com

Acusado de matar criança confessa que havia mantido relações com outros menores

  • IMG_0549.jpg Wilson Filho
  • IMG_0544.jpg Wilson Filho
  • IMG_0542.jpg Wilson Filho
  • IMG_0537.jpg Wilson Filho
  • IMG_0521.jpg Wilson Filho

Em coletiva à impresa, o delegado Laércio Evangelista repassou detalhes sobre a morte da pequena Franciele,  9 anos, encontrada em um córrego da cidade de Campo Maior, neste domingo (04). Segundo o titular da delegacia de Castelo do Piauí, Antonio Francisco Vieira da Silva, 32 anos, conhecido como 'Piranha', admitiu que, anteriormente, já havia mantido relações sexuais com menores de idade, de ambos os sexos. 

"A princípio recebemos a informação que havia um afogamento em Campo Maior. Fomos ao local e verificamos que se tratava de um homicídio. Com auxílio da população chegamos a casa do suspeito que estava com a roupa molhada e confessou o crime", disse Evangelista.

Em seu depoimento, o acusado disse que frequentava a casa da vítima e por volta das 5h da manhã de ontem chamou a criança pelo nome, quando ela abriu a porta, Piranha tapou a boca da vítima e a levou até o local onde cometeu o estupro. 

"Piranha disse que a intenção era apenas estuprar, mas depois resolveu matar para não deixar vestígios, para parecer que foi acidente", reitera o delegado Evangelista. O acusado informou que Francieli foi estuprada e, em seguida, morta por afogamento na localidade Porção II, zona rural de Campo Maior. 

      Foto: Campomaioremfoco

Na casa do acusado foi encontrado ainda uma espingarda e material pornográfico que serão incluídos no inquérito. 

O suspeito foi preso por posse ilegal de armas, homicídio qualificado e estupro de vulnerável. Piranha ainda se encontra na Delegacia de Campo Maior, mas deverá ser encaminhado para a Casa de Custódia. 

Lárceio Evangelista ressalta também que moradores afirmaram que o suspeito tinha vida desregrada, mas não tinha passagem anterior pela polícia. "Ele relatou que tinha ido para uma festa na noite anterior e que costumava se relacionar com homens e mulheres menores de idade. Nenhuma das outras vítimas apareceu até o momento", reitera. 

A polícia gravou o interrogatório do suspeito, mas não divulgou o vídeo para preservar a vítima. O Delegado Regional de Campo Maior, Gustavo Jung, ressalta que a pena do acusado dependerá do somatório dos crimes.

 

Matéria relacionada

Criança de nove anos é estuprada e morta por afogamento em córrego

 


Flash Carlos Lustosa
Redacao Graciane Sousa
cidades@cidadeverde.com