Cidadeverde.com

Lei que pune agências bancárias de Campo Maior é regulamentada

O plenário da Câmara Municipal de Campo Maior aprovou por unanimidade na sessão desta terça (13), o projeto de lei 11/2016 de autoria do vereador Neto dos Corredores (PDT). A proposta regulamenta uma lei aprovada no ano de 2013, que estabelece um tempo máximo de espera em filas de bancos e correspondentes bancários do município. 

A lei de autoria do vereador Carlos Torres (PTdoB), aprovada pela Câmara há três anos e sancionada pelo executivo, determina que 20 minutos é o tempo máximo que um cliente pode aguardar para ser atendido. Nos dias antes e depois de feriados o tempo de espera numa fila sobe para 30 min. 

O vereador Neto dos Corredores comenta que apesar de sancionada, a lei não havia entrado em vigor. “Apresentamos a nova lei para que o município comece a fiscalizar se a lei do vereador Carlos Torres está sendo cumprida. Foi aprovada e sancionada, mas nunca se trabalhou para fiscalizar e punir quem a desrespeite”, diz. 

Com a regulamentação aprovada nesta terça, Neto dos Corredores espera melhora no atendimento bancário. “Essa é uma forma que encontramos para melhorar o atendimento nas agências de nosso município que, afinal de contas, é triste. Você passar cinco minutos do previsto, tudo bem. Mas você esperar horas pra ser atendido é inaceitável”, finaliza. 

O projeto original prevê que os atendimentos sejam realizados através de senhas. Nelas, devem vir especificado data e horário da retirada. Caso ultrapasse os 20 min previstos, a agência pode ser notificada e punida através de ações judiciais. 

Com informações de campomaioremfoco
cidades@cidadeverde.com