Cidadeverde.com

Atalaia é sinalizada como imprópria para banho; demais praias estão liberadas

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) confirmou ao Cidadeverde.com que neste sábado (16), até o momento, apenas a praia de Atalaia, em Luís Correia, continua imprópria para banho. O local está sendo sinalizado com a instalação de placas nesta manhã.

Segundo o órgão, equipes da Marinha, do ICMBio, da Prefeitura de Luís Correia e da própria Semar estão na praia avisando aos banhistas sobre os riscos de entrar na água, mas parte da população continua ignorando as orientações - e os órgãos que fazem a fiscalização não têm o poder de impedir ou retirar as pessoas do mar.

"Foi realizada na manhã deste sábado, a colocação de placas indicativas de que a água da Praia de Atalaia está imprópria para banho. Foi colocada uma placa na entrada da praia e uma placa na saída, no posto da praia. Isso se deve pela presença de óleo na areia e na água. Mesmo as manchas em pequenas quantidades e pequenos tamanho, existe o risco de contaminação para o banhista. Essa é uma medida preventiva para evitar danos à saúde do banhista. A Semar, com isso, aplica a resolução CONAMA 274/200, que diz que na presença de óleo, constatada pelo agente, pode sim considerar a praia imprópria para banho. Não se trata de uma interdição da praia, é uma recomendação de que a água está imprópria para banho. Nós vamos continuar o monitoramento no dia de hoje em outras praias, e se o diagnóstico for o mesmo, tomaremos as medidas cabíveis, consideraremos a praia imprópria para banho", explicou Renato Nogueira, Gerente de Fiscalização da Semar.

Foto: Divulgação Semar

Até agora, já foi retirado óleo nas praias de:

- Atalaia: 830 quilos de óleo com detritos
- Pedra do Sal: 200 quilos de óleo com detritos
- Peito de Moça: 5 quilos de óleo com detritos
- Coqueiro: não calculado
- Praia do Pontal (Ilha Grande): não calculado

Desde setembro, mais de 1,5 tonelada já foi retirada. 

A Semar afirmou que, por enquanto, está descartada a possibilidade de interditar a praia, já que as manchas já estão sendo retiradas e a quantidade é muito inferior à que foi encontrada nos demais estados nordestinos.

O órgão confirmou ao Cidadeverde.com que já foram encontradas manchas no Delta, mas na parte do Maranhão, e também em pequenas quantidades. 

De acordo com a Semar, não há como prever se chegará mais óleo às praias do Piauí nas próximas horas.


Jordana Cury
[email protected]