Cidadeverde.com

Tráfego de veículos é proibido nas praias do Piauí; sujeito a multa e reboque

(Fotos: Prefeitura de Luís Correia)

Há uma semana vigora portaria que proíbe a circulação de veículos automotores nas praias de Luís Correia, no litoral do Piauí. Roseane Galeno, bióloga e  diretora de Meio Ambiente do município, ressalta que a medida visa, sobretudo, a segurança dos banhistas e preservação das tartarugas marinhas. 

"A portaria é do fim do ano passado, mas as ações educativas de conscientização já vem desde 2016. A proibição é resultado de um grupo de trabalho que conta com o Ministério Público Federal e Estadual e visa dar segurança aos banhistas e preservação do Meio Ambiente, principalmente, das tartarugas marinhas. Além disso, não são raros atropelamentos na faixa de praia", explica Roseane Galeno. 

Trecho da portaria expedida no município de Luís Correia

Ela ressalta que a recomendação do Ministério Público de proibição do tráfego de veículos vale para os quatro municípios com faixa litorânea no Piauí: Parnaíba, Luís Correia, Cajueiro da Praia e Ilha Grande e que cabe aos gestores de cada município fiscalizar o cumprimento. Nas áreas de circulação de veículos automotores a velocidade máxima permitida é de 40 km.

"No caso de Luís Correia saímos na frente em função do tamanho das orlas e demanda maior de visitantes", comenta a diretora de Meio Ambiente.

Roseana acrescenta que, em Luís Correia, a preocupação é maior devido ao período de desovas de tartarugas que coincide com o período de Carnaval, o aumento significativo do fluxo de pessoas e, consequentemente, veículos

(Foto: Reprodução Facebook/ Instituto Tartarugas do Delta (ITD))

"Na praia do Arrombado, por exemplo, é onde tem a maior concentração de ninhos das tartarugas e o fluxo de veículos nas praias faz com que a gente perda alguns desses ninhos. Entendemos que a praia deve ser ocupada, mas a circulação de veículos nos incomoda e também traz prejuízos ao Meio Ambiente", pontua Verlane Magalhães, vice-presidente do Instituto Tartarugas do Delta. 

As penalidades para quem for flagrado transitando nas praias do Piauí estão previstas no Código de Trânsito Brasileiro e na Lei de Crimes Ambientais que dispõem sobre sanções penais e administrativas. 

"As penalidades variam de acordo com a conduta dos motoristas e incluem apreensão de veículos, multas, entre outros. A fiscalização ficará por conta do Companhia Independente de Policiamento Turístico (Ciptur) até a realização de um concurso para guarda que deve sair ainda este ano", explica Galeno.

Em Luís Correia, para garantir o cumprimento da determinação, alguns acessos a praias serão fechados e a sinalização reforçada.

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com