Cidadeverde.com
Política

Tadeu Filho diz que vai pressionar ANP por exploração de gás no PI

Imprimir

O novo secretário de Mineração, Petróleo e Energias Não-renováveis, Tadeu Maia Filho, declarou nesta terça (29), em entrevista ao Jornal do Piauí, que um dos seus primeiros atos será agendar visita à Agência Nacional do Petróleo para pressionar pela realização dos leilões que escolherão as empresas com interesse em explorar o gás natural do Piauí.





Tadeu Filho explicou que vai tirar do papel projeto de implantação de sistema de enegia solar no Centro Administrativo em Teresina, em parceria com instituição alemã.


Além disso, o novo secretário confirmou que vai aproveitar que o novo presidente da Sudene é piauiense [Luiz Gonzaga Paes Landim] para firmar parcerias, além de acordos com a Transnordestina.





"A Sudene é um orgão que está sendo revitalizado. O presidente da Sudene já foi diretor de Mineração da Condepi. Temos as jazidas, a ferrovia Transnordestina e precisa também da energia. Não adianta ter as jazidas e a ferrovia se não tiver energia. Vamos procurar parcerias com governo federal e órgãos internacionais. Temos que explorar também a energia solar. Já estamos fazendo trabalho com orgão alemão para transformar o Centro Administrativo em área verde, de energia solar", explicou.


Com a exploração do gás natural, Tadeu Maia Filho espera trazer o gasoduto de Peritoró (MA) até o Piauí.





Situação do PSB


O PSB prefere esperar as definições dos demais partidos em Teresina para se posicionar. Segundo ele, só indicará nome se houver condição.


"O PSB não vai impor condição de ser cabeça de chapa. Onde estiver bem vamos lutar para ter candidato. Onde não estivermos bem vamos fazer aliança. Onde não tenha nem prefeito nem vice vamos lutar para aumentar a bancada nas câmaras. Se tiver chances reais de vitória vamos lutar. Temos bons nomes como Átila Lira, Rodrigo Martins, Edvaldo Marques e Wilson Brandão. Não podemos só pensar em prefeito, vice e esquecer da bancada. Aqui em Teresina vai aumentar o número de vagas. Queremos fazer cinco vereadores", revelou.


Leilane Nunes
[email protected]

Imprimir