Cidadeverde.com
Entretenimento

Cantor Thiaguinho vai depor sobre bomba jogada em cadela

Imprimir
O cantor Thiaguinho, ex-vocalista do grupo Exaltasamba, e a equipe da sua banda serão intimados a depor na Delegacia de Defesa do Animal de Campinas. Segundo o delegado Erivelton Piva Júnior, eles deverão esclarecer as causas que levaram um funcionário do músico a jogar uma bomba caseira em uma cadela, no sábado.


O fato aconteceu quando o grupo deixava um hotel da cidade em uma van, rumo ao show em Sumaré. Com a explosão, o animal quebrou o maxilar, perdeu dentes, rompeu o tímpano e teve queimaduras na língua e no céu da boca. A cachorra corre o risco de ficar surda. Thiaguinho, que não estava presente e nem hospedado no local, repudiou a atitude do colega.

"Após apurar os fatos e constatar que o acidente envolvendo um membro da sua equipe realmente aconteceu, Thiaguinho já tomou as devidas providências. E o responsável já foi desligado de sua equipe", informou sua assessoria de imprensa.

O funcionário que jogou o artefato ainda não se apresentou na Delegacia do Animal. Caso ele compareça e assuma a responsabilidade pelo ocorrido, explica o delegado Piva, os demais integrantes da banda podem ser dispensados.

Na noite de segunda-feira, Thiaguinho afirmou que vai custear o tratamento da cadela, que está internada em um hospital veterinário. "Eu cumprirei com tudo que disse. Essa semana, irei pessoalmente visitar o animal, custear o tratamento e ver a possibilidade de adoção."

O crime para maus-tratos em animais está previsto no artigo 32 do Código Penal, com pena de três meses a um ano de detenção e multa.

Fonte: Terra
Imprimir