Cidadeverde.com
Geral

Pacientes denunciam venda ilegal de maca e colchão dentro do HUT

Imprimir
O Cidadeverde.com recebeu denúncias de que vagas em macas e colchões estariam sendo comercializados dentro do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) em dias de superlotação.


Segundo o denunciante, que não quis se identificar, quando o hospital está cheio, só consegue vagas se paciente pagar por elas. A prática seria realizada da seguinte forma: um maqueiro se aproxima do paciente que aguarda por vaga e oferece um colchão ou uma maca em troca de dinheiro.  

A Assessoria Jurídica do HUT confirmou que recebeu denúncias informais sobre a prática de comercialização de vagas e que a Comissão de Apuração, Avaliação e Controle está investigando os casos juntamente com a Direção Geral.

Além disso, na última reunião realizada na direção do hospital ficou acordado a criação do Núcleo Interno de Regularização de Leitos, que deverá regulamentar, gerenciar e fiscalizar as filas e vagas dentro do HUT. O órgão já está sendo criado. 

A Assessoria de Comunicação acrescentou que o hospital possui 120 macas, 40 cadeiras de rodas e 17 leitos emergenciais. O HUT atende em média 230 pacientes por dia e tem 289 leitos.


Jordana Cury
Imprimir