Cidadeverde.com
Últimas

Donos levam cães para beber cerveja especial

Imprimir

Os donos de cachorros e apreciadores de cerveja já podem “tomar umas” não só ao lado, mas com seus animais de estimação. Neste sábado (23), muitos deles levaram seus pets para degustarem uma cerveja feita especialmente para cães em um petshop de Fortaleza.

O evento que ocorreu Eu Amo Animais Pet Shop na capital reuniu 30 cães e segundo os organizadores da degustação os cachorrinhos aprovaram a ideia. A bebiba canina tem sabor de carne ou frango e não tem álcool, CO2 e lúpulo, substâncias que compõem a cerveja tradicional, mas que fazem mal aos animais.

O veterinário Maurício Nogueira, da loja Eu Amo Animais, onde ocorreu a degustação diz queque a cerveja foi desenvolvida especialmente para os bichos. Maurício resolveu comercializar o produto quando percebeu que muita gente serve cerveja tradicional para o cachorro. “Já presenciei pessoas dando cerveja tradicional para os cães. Esse comportamento já existe. Então, ter um produto como esse, satisfaz os dois lados, o dono que gosta de beber e o cachorro que está bebendo um produto feito para ele, que não faz mal”.

A Dog Beer é do tipo pilsen e passa pelo mesmo processo de fabricação da cerveja tradicional. A base é de malte, principal componente da cerveja humana. A bebida é fabricada no Centro de Tecnologia de Alimentos e Bebidas do Senai do Rio de Janeiro, único polo de formação de mestres cervejeiros da América Latina, e conta com a supervisão de médicos veterinários.

De acordo com o veterinário, os cachorros não podem beber cerveja para humanos. “O cão tem uma capacidade pequena de metabolização do álcool. Isso pode provocar intoxicação e pode levar o animal até a morte”, explica. Mesmo sem as substâncias que fazem mal ao cachorro, a “cerveja canina” também tem de ser apreciada com moderação. Segundo as orientações do próprio fabricante  da cerveja, animais acima de quatro quilos podem consumir uma garrafa de 355ml por dia. Já os pets abaixo desse peso, devem ingerir até meia garrafa.

Athos, cachorro da raça shih tzu da advogada Marília Montenegro já experimentou a cerveja e, segundo a dona, adorou a bebida. A advogada conta que sempre gosta de comprar novidades do mercado pet e estava à procura da cerveja. “Na primeira vez, coloquei um pouco e ele não parou de beber. Percebo que ele fica feliz demais. O rabinho não para de mexer”.  Mesmo demonstrando satisfação,  Athos, de um ano e cinco meses, não bebe cerveja todos os dias. “Coloco como um prêmio. É legal diferente da ração sólida que ele come todo dia”.

Além de ver a alegria do cachorro, Marília ganhou mais uma companhia na hora de tomar sua cerveja gelada. “Agora, coloco minha cervejinha gelada e um pestisco para mim e, do lado, vou dando a cervejinha e petisco do Athos. Não tem coisa melhor que essa”.

Fonte: G1

Imprimir