Cidadeverde.com
Entretenimento

Estilista faz desfile da SPFW apenas com modelos transexuais

Imprimir

Uma aura diferente tomou conta das passarelas nesta 42ª edição da São Paulo Fashion Week. Depois do desfile absolutamente maravilhoso e inclusivo no qual Emicida fez seu debut no mundo fashion trazendo modelos dos mais variados padrões de beleza, Ronaldo Fraga também fez sua parte para ajudar a redefinir a relevância do evento.

No início do desfile uma gravação com a voz estilista soou explicando o propósito da apresentação: “O corpo aprisiona e as roupas libertam o ser“. Então 28 modelos transexuais entraram usando vestidos com praticamente a mesma modelagem, mas com estampas diferentes, inspiradas em bonecas de papel.

O estilista mineiro fez ecoar um assunto que ainda é ignorado por boa parte da sociedade: a transfobia. Ao dar o protagonismo de seu desfile para modelos transexuais, Fraga colocou um holofote gigantesco sobre esta importante temática que não pode mais ser deixada de lado no país. O Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais no mundo, segundo um relatório da ONG internacional Transgender Europe.

Além disso, o estilista também provou que a moda é muito mais do que ditar tendências e que deve sim tomar partido em causas de real importância na sociedade em que vivemos. A moda é inclusão, identidade, aceitação e ajuda a criar o mundo onde todos precisam ter voz.

Veja algumas das fotos do desfile:

 

 

Fonte: Hypeness 

Imprimir