Cidadeverde.com
Economia

Banco abre inscrição para 1.070 bolsas de estudo no exterior

Imprimir

Universitários interessados em fazer intercâmbio já podem se inscrever na seleção das bolsas de estudo oferecidas pelo Santander. A 8º edição do Programa de Bolsas Ibero-Americanas do Santander Universidades dá oportunidades de estudo em universidades da Argentina, Colômbia, Chile, Espanha, Peru, Porto Rico, Portugal, México e Uruguai.

São 1.070 estudantes que receberão 3 mil euros cada um para arcar com custos de taxa da universidade de destino (quando aplicável), transporte, hospedagem e alimentação durante a estadia no exterior.

O primeiro passo para se candidatar é verificar se a sua universidade participa do programa, pois é preciso que haja o convênio entre a instituição de ensino no Brasil e o Santander Universidades.

Caso a universidade faça parte do programa, é só preencher o formulário, disponível no site e no aplicativo Universitário (disponível para IOS e Android) ou pelo site Santander Universidades .A seleção é de responsabilidade da universidade participante e suas regras devem estar expressas em edital publicado.

Outros dois programas de bolsas de estudo para intercâmbio do também estão com inscrições abertas: Santander Mundi e Top Espanã. O caminho da inscrição também é pelo site Santander Universidades ou pelo app.

Para o Mundi são 100 vagas e a bolsa de 4 mil euros é para alunos de graduação e pós-graduação de mais de 50 universidades brasileiras conveniadas ao Santander Universidades. As inscrições vão até o dia 11 de julho.

Os selecionados podem escolher onde estudar, dentre 1,2 mil instituições conveniadas em países como Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru, Porto Rico, Estados Unidos, Uruguai, Bélgica, França, Alemanha, Itália, Polônia, Portugal, Espanha, Inglaterra, China, Qatar, Rússia e Singapura.

Recebendo candidaturas até o dia 3 de maio programa Top España tem 100 oportunidades para alunos de instituições parceiras interessados em estudar espanhol durante 3 semanas na Universidade de Salamanca, na Espanha.

A bolsa cobre custos de ida e volta para Madrid, traslado até Salamanca, hospedagem, alimentação, material didático, curso com certificado, e alguns passeios culturais.

 

redacao@cidadeverde.com

Imprimir