Cidadeverde.com
Geral

Homicídios identifica suspeito de matar comerciante da Vila Irmã Dulce

Imprimir

Fotos: Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com

Padaria amanheceu fechada

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa está com a identificação de um possível suspeito de matar o comerciante Agamenon Miranda Rocha, de 48 anos, no sábado (19) na Vila Irmã Dulce, zona Sul de Teresina. A cunhada da vítima, Jéssica Pereira, disse que o suspeito pode ter levado o celular e alguma quantia em dinheiro que estava no bolso de Agamenon, após atirar nele. 

O delegado do caso, Danúbio Dias, informou que o suspeito mora na região e que já seria condenado por crime contra o patrimônio (roubo). O local onde o comerciante foi encontrado morto, cerca de 600 metros do seu estabelecimento, seria perto da casa do suspeito. 

Danúbio Dias explicou que o suspeito chegou a anunciar o assalto na padaria da vítima, que fica localizada na avenida principal da Vila, mas até o momento não foi possível identificar se ele conseguiu subtrair ou não algo do local. 

“Um suspeito já foi identificado. Ele entrou armado na padaria. A vítima depois de anunciado o assalto teve a ideia de ir atrás dele. O suspeito depois de sair (da padaria) roubou a bicicleta de uma criança. Essa bicicleta já foi apreendida. Fizemos algumas buscas na região, mas ele ainda não foi preso”, disse o delegado.

Outra cunhada da vítima afirmou que nenhuma quantia foi levada pelo suspeito, mas que o celular da vítima desapareceu. “O que sabemos é que depois do tiro ele virou o corpo e pegou o celular e uma quantia em dinheiro que estava no bolso”. 

Os familiares da vítima também comentaram que o assalto foi anunciado para a esposa de Agamenon, que estava na padaria. Ele estava em um frigorífico ao lado. “Alguém gritou pra ele que a esposa estava sendo assaltada e ele saiu desesperado. Pegou a moto e foi atrás (do suspeito)”.

Familiares contam detalhes do assassinato

Delegado Danúbio Dias investiga o crime


Carlienne Carpaso
[email protected]

Imprimir