Cidadeverde.com
Política

No PI, Valéria Monteiro diz que levará pré-candidatura até últimas consequências

Imprimir

A jornalista Valéria Monteiro, pré-candidata à presidência da República pelo PMN, cumpre agenda em Teresina nesta quarta-feira (13) e garante: vai levar sua pré-candidatura até as últimas consequências. Ela enfrenta dificuldades na legenda, que desistiu de lançar seu nome ao Planalto após não atingir 3% nas pesquisas eleitorais. A ex-apresentadora faz uma caravana pelos estados do Nordeste desde abril usando recursos próprios.

"A cúpula do partido, formada por 10 pessoas, baixou uma resolução que falava que o PMN não teria candidatura própria. Mas esse não  é o foro pertinente. Não se decide isso na executiva. Eu tenho apoio de muitas pessoas da base do partido. O povo não está sendo ouvido. É a maioria silenciosa. É essa maioria que quero representar", disse em entrevista  à TV Cidade Verde.

Sem o apoio do partido, a jornalista conta que a pré-campanha tem sido se tornado um desafio. "Tem sido um desafio bastante grande, mas também muito estimulante. Nós estamos retomando a boa política, que é olho no olho, a política de sair no próprio carro sem grandes montantes de dinheiro. A política hoje é orientada para pessoas  que têm muito dinheiro. O poder financeiro querendo tomar conta do poder político. Eu não vou deixar isso acontecer não", declarou.

Foto: Catarinha Malheiros

Ao citar seu partido, Valéria disse que é preciso romper com o sistema eleitoral fraudulento. "Vou levar até as últimas consequências. Estamos aqui para falar pelo povo, pela maioria silenciosa que está enojada com a política, com esses políticos experientes", finalizou.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Imprimir