Cidadeverde.com
Geral

Criminosos invadem escola pública e furtam mais de R$ 20 mil em eletrônicos

Imprimir
  • arrombamento2.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • a736a7a4-7fb8-44f8-b368-3df898f26914.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • arrombamento1.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • arrombamento3.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • arrombamento4.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • arrombamento5.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • arrombamento7.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • arrombamento8.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • arrombamento9.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com
  • arrombamento10.jpg Carlienne Carpaso/Cidadeverde.com

A Escola Municipal Padre Ângelo Imperialli foi arrombada na madrugada desta sexta-feira (22) A suspeita é de que quatro pessoas tenham cometido o furto. O prejuízo foi avaliado em, pelo menos, R$ 20 mil e um boletim de ocorrência foi registrado no 11° Distrito Policial. A ação criminosa ocorreu por volta das 2 horas da manhã. O grupo usou o carrinho de mão da escola para carregar o material. 

A escola está localizada na Vila Amazônia, no bairro Santa Lia, na zona Leste de Teresina. O grupo arrombou três portões até a chegar à escola, ele teve acesso pelo portão da quadra de esportes. 

De acordo com a direção da escola, que preferiu não gravar entrevista, os arrombadores levaram um computador, cinco notebooks, dois data show, quatro caixas amplificadoras de som e duas televisões 40° polegadas. 

O bando entrou nas salas da diretoria, secretaria, arquivo e informática. A direção também relatou que o local é monitorado por uma empresa de vigilância privada. Os arrombadores chegaram a danificar o sistema de alarme, mas o sinal chegou a ser enviado para a empresa antes da danificação. 

Segundo relato dos funcionários, a empresa entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação, que ligou para o agente de portaria, Marciel da Silva.

O vigia da empresa de vigilância chegou ao local a tempo de encontrar os suspeitos, mas não conseguiu impedir a fuga. A Polícia Militar teria chegado momentos depois, mas não conseguiram localizar os criminosos. Na fuga, eles deixaram para traz alguns micro system.

“Quando me ligaram era 2h40 e me pediram para vir até aqui. Quando cheguei o guarda (da empresa) e os policiais militares. Eles recuperaram algumas coisas, mas eles saíram com um carrinho de mão cheio. Não tinha como ele impedir porque só tinha um guarda e quatro ladrões”, relatou o agente de portaria.

Semec lamenta

A escola municipal funciona pela manhã e tarde para o ensino fundamental, do 1º ao 5º ano, e a noite para o programa de  Educação de Jovens e Adultos (EJA). Ao todo, possui 509 alunos matriculados. Essa é a primeira vez que a escola foi vítima desse tipo de ação. Em nota, a Semec lamentou o ocorrido e afirmou que irá providenciar reparos estruturais.

 

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) lamenta mais um caso de violência em escola de Teresina e pede providências da segurança pública. A Escola Municipal Padre Angelo Imperialli foi vítima de arrombamento com furto de aparelhos eletrônicos da área administrativa. A direção da unidade de ensino registrou Boletim de Ocorrência e uma equipe da Semec está providenciando os reparos necessários na estrutura danificada.

 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Imprimir