Cidadeverde.com
Política

PSD não desistiu de vaga para o Senado e terá reunião decisiva

Imprimir

 

O deputado federal Júlio César (PSD) informou nesta quarta-feira (11) ao Jornal do Piauí que uma reunião marcada para amanhã em Brasília deverá selar o seu destino e o da sigla junto a chapa governista. O governador Wellington Dias (PT) deverá ir a Brasília e além de assuntos administrativos, deverá definir se Júlio irá ou não compor chapa na segunda vaga de senador.

Para o parlamentar a intenção de concorrer ao senado sempre foi uma pretensão, e que ainda não desistiu da vaga na chapa do governo. Ele explica que caso haja a confirmação o partido irá buscar suas alternativas. Júlio César é a favor da divisão de uma vaga para cada partido expressivo da base.

"Eu trabalho pra manter a minha base unida se eu sair canidato a senador vamos estudar outra alternativa, mas nunca abdiquei até hoje pela dcisão do governador. Sou presidente deum partido expressivo, presente mais de 200 municípios, se for pra caber pr cada um dos 4 maiores partidos as vagas, com certeza terá para o PSD terá uma vaga", disse o deputado.

Sobre a queda de braço com outros partidos pela disputa da vaga de senado, ele diz que todos tem direito de pleitear, porém não 'joga a toalha' pelo seu direito de também lutar pela vaga. Com a demora na definição da chapa pelo governador, Júlio César afirma que muitos pré-candidatos estão sendo prejudicados.

"Acho que está alongando muito, inclusive talvez até com certo prejuizo daqueles que pleiteiam as duas vagas que existem as duas vagas que existem, de vice e senador. Talvez se fosse definido antes seria melhor para os candidatos", disse Júlio César.

O deputado pleiteia o espaço na chapa majoritária há pelo menos 2 anos e nas últimas entrevistas dos líderes do partido, reafirmam a esperança de compor chapa na segunda vaga de senador ao lado de Wellington Dias.

 

Rodrigo Antunes
redacao@cidadeverde.com

Imprimir