Cidadeverde.com
Geral

PM que matou jovem com moto apreendida pela Polícia Civil segue foragido

Imprimir

 

O Ministério Público do Piauí apresentou denúncia contra o soldado da Polícia Militar Ivaldo Vieira da Silva Filho, acusado de matar um jovem na região do grande Dirceu no mês de outubro de 2017. O caso ganhou repercussão devido o policial usar uma moto que estava apreendida no pátio da Polícia Civil e utilizá-la no crime. Durante o assassinato, a mãe a vítima foi ferida com tiro. 

Em entrevista à TV Cidade Verde nesta sexta-feira (20) o promotor que acompanha o caso, Ubiraci Rocha, disse estar surpreso por até o momento a Corregedoria da Polícia Militar não ter se manifestado sobre o caso.

“Mesmo não tendo havido denúncia ou o inquérito policial não ter sido concluído, há um fato público e notório que poderia ensejar a ação da corregedoria da Polícia Militar. Eu fico, na verdade, surpreso se não foi feito, ainda, alguma coisa. Porque nesse sentido, apesar de uma ação independer da outra, e por isso já deveriam ter agido, certamente com a denúncia do Ministério Público numa ação criminal isso vai forçar com que a Corregedoria tome uma providência imediata sobre isso”, disse o promotor.

O soldado foi denunciado pelos crimes de homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificado contra a mãe da vítima, peculato e posse ilegal de munição.

No crime, a vítima, Cosme Damião dos Santos Neto, morreu em decorrência dos tiros, e sua mãe, Luciana Santos, foi atingida com um tiro e passou por procedimento cirúrgico para sobreviver.  Em abril deste ano, o acusado chegou a se entregar para a polícia, mas foi solto e permanece foragido. A denúncia foi aceita pela Justiça no último dia 10 de julho e será distribuída no Tribunal de Justiça do Piauí.

 

Rodrigo Antunes
redacao@cidadeverde.com

Imprimir