Cidadeverde.com
Política

Da cadeia, Cunha envia carta para Câmara pedir votos para sua filha

Imprimir

(FOLHAPRESS) - Preso há quase dois anos na Lava Jato, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (MDB-RJ) enviou uma carta pedindo votos para sua filha, que disputa uma vaga como deputada federal, Danielle Cunha (MDB-RJ).

Uma carta com o endereço de Danielle e assinada pelo pai foi distribuída junto com matéria de campanha da candidata. Entre destinatários estão endereços da Câmara dos Deputados, que Cunha deixou em 2016 após ter seu mandado cassado.

O ex-deputado diz que está passando por um calvário, em menção ao local onde segundo a Bíblia Jesus teria sido crucificado, por ter sido responsável pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e pela retirada do PT do poder.

"Sou inocente e sofro com perseguições e afrontas, mas provarei a minha inocência. Jesus disse em Mateus 5:10, 'bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque dele é o reino dos céus'."

Impossibilitado de disputar eleições por estar preso, Cunha pede "com muita súplica" o voto em sua filha "como se fosse em mim", diz na carta.

O ex-deputado recomenda ainda o voto em Samuel Malafaia (DEM-RJ), deputado estadual e candidato à reeleição que é irmão do pastor Silas Malafaia.

Imprimir