Cidadeverde.com
Política

Valdeci Cavalcanti garante que Sistema S não sofrerá cortes

Imprimir

O vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e presidente do Serviço Social do Comércio do Piauí (Sesc-PI), Valdeci Cavalcanti, reagiu nesta terça-feira (18) às declarações do futuro ministro da economia, Paulo Guedes, que defendeu ontem cortes de verbas do Sistema S, que podem chegar a 50% dos repasses.

"Quem conhece o sistema S não tem com o que se preocupar. Não é uma coisa que nasceu ontem das mãos de qualquer pessoa. É de uma causa nobre e vem cumprindo isso. Esse dinheiro sai do bolso do empresário, aí o governo federal tem um contrato que nos cobra 3%. O único papel do governo federal é cobrar para arrecadar o dinheiro", disse em entrevista à TV Cidade Verde.

Valdeci frisou que o governo não tem nada a ver com esse dinheiro e disse que o ministro foi grosseiro com os empresários.

"O ministro foi grosseiro. Quando você pensa em organizar investimentos no país, você busca a classe empresarial. Num país que precisa gerar emprego, então o empresariado tem que ser massageado e tratado com carinho. O ministro foi infeliz. Tem que ter respeito e se não tiver respeito gera desconfiança. O ministro está cheio de gás para trabalhar, agora está se perdendo com coisas pequenas. Ele tem um assessor lá que nunca conseguiu dirigir o sistema S", declarou.

As declarações de Guedes foram para uma plateia de empresários na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), no evento Encerramento das Atividades 2018 e Perspectivas 2019. 

"Não vai ter facada, não vai ter tiro. O ministro vai saber da importância do sistema S", finalizou.

Foto: Catarina Malheiros

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Imprimir