Cidadeverde.com
Política

Edson Ferreira, Luciano e Robert Rios se despedem da Alepi

Imprimir

 Foto: Reprodução/ TV Cidade Verde

Três deputados do Piauí se despediram do mandato nesta terça-feira (18) na Assembleia Legislativa do Piauí. Os parlamentares Edson Ferreira (PSDB), Luciano Nunes (PSDB) e Robert Rios (DEM) fizeram seu discurso de despedida no plenário da Casa. 

Edson Ferreira agradeceu a todo o Piauí e lembrou que a região de São Raimundo Nonato sempre teve uma representação no legislativo estadual. Edson Ferreira, que não disputou a reeleição, disse que deixava a Casa com a sensação de dever cumprido e de agradecimento a todos os piauienses e aos colegas. 

O tucano agradeceu a todos os funcionários da Casa e aos funcionários do seu gabinete que o acompanharam durante toda sua trajetória. “Todos são funcionários que convivem comigo há muitos anos”, acrescentou. O parlamentar encerrou seu discurso desejando boa sorte ao deputado Themístocles Filho (MDB) no pleito de ser reconduzido a presidência de Assembleia. 

O deputado Luciano Nunes (PSDB) disse: “Minhas palavras não poderiam ser outras que não de gratidão, a todos. Aos meus colegas, aos servidores, funcionários da Casa. Aqui tive a oportunidade de dividir essa bancada com grandes nomes da oposição e com os deputados do PT que sempre foram governo enquanto eu fui oposição”. 

Luciano Nunes fez uma retrospectiva de suas atividades no Legislativo lembrando da sua participação em todas as comissões técnicas e de todo o seu aprendizado durante sua trajetória como deputado estadual, inclusive de sua gestão como presidente da Unale (União Nacional dos Legisladores). 

Foto: Alepi
 

O deputado Robert Rios fez um resgate de sua passagem no parlamento, lembrando os embates diários travados com os deputados de governo no Plenário da Assembleia Legislativa, muitas vezes com firmeza, mas sempre em defesa do direito dos piauienses. 

Rios falou do aprendizado que teve durante a campanha deste ano, ao lado do deputado Luciano Nunes, que disputou o governo. E comparou a disputa com uma batalha entre a baladeira e o canhão.  Encerrando o discurso, Rios disse que ainda há gente que se beneficia da miséria do povo para continuar no poder. E disse que sai “sem nenhuma mágoa, mas sem nenhuma vontade de ficar”.

 Foto: Alepi

Lyza Freitas (Com informações Alepi)
redacao@cidadeverde.com

Imprimir