Cidadeverde.com
Geral

Ex-prefeita e mais 4 presos em operação Poço sem Fundo são soltos

Imprimir

Foto: MPPI/Gaeco

Cinco dos seis presos na operação Poço sem Fundo tiveram as prisões temporárias revogadas após decisão do juiz José Carlos da Fonseca Lima Amorim, da Vara única de Canto do Buriti neste domingo(17). Eles foram presos suspeitos de participarem de uma organização criminosa que estava desviando recursos para manutenção de poços tubulares e estradas vicinais em cidades do interior do Piauí. 

A ex-prefeita de Brejo do Piauí, Márcia Aparecida Pereira da Cruz, seu irmão  Emídio Pereira da Cruz  e os empresários Valdirene da Silva Pinheiro, Adcarlinton Valente Barreto e Carlos Alberto Alves Figueiredo foram soltos ainda neste domingo(17), cinco dias após a deflagração da prisão. 

O vereador e empresário Fabiano Feitosa Lira vai continuar preso, já que foi expedida prisão preventiva. Ele se apresentou na última sexta-feira(15).

O juiz manteve a indisponibilidade dos bens. Ele informa na decisão que todas as buscas e apreensões "foram devidademente cumpridas".

A operação foi coordenada pelo promotor de Canto do Buriti, José William e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), em parceria com a Polícia Civil e com a Polícia Militar.

A informação é que o esquema criminoso já desviou  cerca de R$ 3 milhões entre os anos de 2013 a 2017.

"A ex-prefeita foi presa por chefiar o esquema criminoso que desviou dinheiro da ordem de quase R$ 300 mil apenas no ano de 2015, tendo recebido mais de R$ 3 milhões com o envolvimento de mais três empresas", disse o promotor José William no dia da operação.

 

Caroline Oliveira
redacao@cidadeverde.com

Imprimir