Cidadeverde.com
Geral

Grávida de 8 meses passa mal na delegacia ao ser presa por tráfico de drogas

Imprimir

Fotos: DEPRE/PI

Uma grávida foi presa em flagrante suspeita de traficar drogas e chefiar uma "boca de fumo" na zona Norte de Teresina. No momento da prisão, na quinta (13), ela chegou a passar mal na delegacia e os policiais precisaram acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).  A prisão foi realizada pela Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE). Outras duas pessoas foram presas na mesma ocorrência. 

A DEPRE identificou a grávida como Joana D'arc Rodrigues de Oliveira e, o seu companheiro, também preso, como Laércio Conrado da Silva. O terceiro preso foi Herlanilson Rodrigues da Silva, que estava quebrando a droga quando os policiais chegaram na casa, usada como "boca de fumo". 

"A dona da boca de fumo, grávida de oito meses, passou mal e tivemos que chamar o SAMU. Ficamos até às três horas da manhã fazendo a escolta dela na maternidade do Promorar para, depois, levá-la à Central para ser encaminhada a audiência de custódia", disse o delegado Cadena Júnior, coordenador da Depre.  

Todos os presos foram autuados por tráfico e associação ao tráfico em decorrência do cumprimento de mandado de busca e apreensão pelo delegado Eduardo Aquino, da DEPRE. 

Com os presos, a DEPRE localizou mais de R$ 2 mil em espécie, 15 pedras de crack, 20 invólucros pequenos contendo skank, dois invólucros maiores contendo maconha, um invólucro contendo uma pedra maior de crack, além de uma faca usada para o corte da droga. 

Para burlar a polícia, a grávida tinha uma lanchonete, mas, no lugar dos salgados, ela vendia drogas aos seus clientes, segundo a investigação comandada pelo delegado Marcelo Dias, também da DEPRE. 

"Essa é a terceira vez em que é concedido mandado de busca pela DEPRE. Na primeira vez, a Joana D'arc já foi presa por posse ilegal de arma de fogo. Na segunda vez, não foi encontrado nada. E, nessa terceira vez, o movimento cresceu muito e ela tinha um lanchonete de 'fachada' para dizer que vendia salgados, mas, na verdade, estava fazendo o tráfico de entorpecentes. A pessoa não saia com salgado. Isso chamou a atenção dos investigadores. Então, foi pedido a busca e, chegando lá, houve a voz de prisão", acrescentou Cadena.   

Via pública

Adriano Pereira da Silva foi preso pelos policiais da DEPRE ao ser flagrado vendendo drogas no meio da rua, sentada em uma calçada, por volta das 16h30 de quinta (13), no bairro Aeroporto, na zona Norte de Teresina. Os policiais passavam pelo local quando perceberam a comercialização da droga em via pública. 

Com a chegada dos policiais, Adriano, segundo o delegado Cadena Júnior, tentou dispensar a droga no esgoto, mas os policiais agiram rápido, pegaram o entorpecentes e deram voz de prisão. Com Adriano, a equipe da DEPRE encontrou  dez pedras de crack. Ele alegou aos policais que estava há menos de três meses traficando.  Contra Adriano já havia um mandado de busca e apreensão. Na residência indicada no mandado os policiais não encontraram entorpecentes. 

 

Carlienne Carpaso
[email protected]

 

Imprimir