Cidadeverde.com
Geral

Preso ex-funcionário de empresário morto em latrocínio no Lourival Parente

Imprimir


Leonardo foi morto a tiros em fevereiro de 2017 no bairro Lourival Parente (Foto: arquivo pessoal)

Mais um suspeito de participar do latrocínio envolvendo o empresário Leonardo César Sousa Gonçalves, ocorrido no dia  de fevereiro de 2017, foi preso nesta segunda (01). A prisão foi confirmada pela Força Tarefa da Secretaria de Segurança e ocorreu por volta do meio-dia. 

O preso foi identificado como Maurílio Rodrigues de Araújo e, segundo o capitão Audivan Nunes, com base nas investigações do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), ele teria participado no planejamento do crime. Maurílio foi preso no bairro Saci, zona Sul de Teresina, onde reside. 

O capitão Audivan ressaltou que, "na época do crime, Maurílio era funcionário da empresa de Leonardo", que possuía um depósito de bebidas. Leonardo foi morto a tiros ao reagir um assalto  no bairro Lourival Parente, zona Sul de Teresina. 

"Nós recebemos esse mandado de prisão preventiva na sexta, fizemos um levantamento no final de semana e hoje resolvemos fazer uma 'campanha' para cumpri-lo. Ficamos na espera dele, próxima a casa dele no bairro Saci, e efetuamos a prisão", comentou o capitão.

As investigações do DHPP apontaram que a vítima já estava sendo monitorada pela quadrilha. Quatro pessoas, incluindo Maurílio, foram presas envolvidas nesse crime. O plano dos criminosos era roubar cerca de R$ 21 mil, que estava com o empresário após recolher o dinheiro em uma das suas empresas. 

Os outros três presos foram identificados como  Sanatiel Abreu Rocha, conhecido como Pequeno, e  Francisco das Chagas de Oliveira Filho,  vulgo "Fankin". A terceira pessoa foi identificada como irmã de Sananiel, a  Iasmin Abreu Rocha, e seria a "olheira", responsável por monitorar a vítima. Sanatiel e Francisco seriam os executores, segundo o capitão Audivan. 

"Foi um longo e bom trabalho de investigação. Nós já fizemos a prisão dois outros e com a de hoje, finalizamos essa missão. Pelo que a gente tem conhecimento, o plano mesmo era por questões financeiras de querer roubar os R$ 20 mil", disse o capitão. 


Foto enviada pela Força Tarefa ao Cidadeverde.com

Matérias Relacionadas

Morte de empresário foi planejada pelo whatsapp; Jornal do Piauí divulga áudio

Presa suspeita de monitorar empresário antes de latrocínio em Teresina

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com

Imprimir