Cidadeverde.com
Geral

Presa suspeita de monitorar empresário antes de latrocínio em Teresina

Imprimir

Foto: Reprodução/ArquivoPessoal

A Força Tarefa da Secretaria Estadual de Segurança prendeu, no início da tarde desta sexta-feira (22), Iasmin Abreu Rocha. A jovem de 21 anos é suspeita de participar do latrocínio do empresário Leandro César Sousa Gonçalves. O crime foi praticado em fevereiro de 2017 no bairro Lourival Parente, zona Sul de Teresina. 

A jovem estava foragida e foi encontrada hoje em uma casa na cidade de Timon (MA). O major Audivan Nunes, coordenador da Força Tarefa, disse ao Cidadeverde.com que Iasmin, junto com o irmão Sanatiel Abreu, que foi preso em fevereiro, “arquitetou” o roubo seguido de morte do empresário. 

“Foi ela quem fez o todo monitoramento dos passos do empresário, seguindo ele de carro. Ela foi até a cidade de Demerval Lobão e acompanhou todo trajeto dele. Fez levantamento e passou as informações para o irmão dela que estava esperando o empresário para assaltá-lo. Desde o crime ela estava escondida, mas hoje fizemos campana e a prendemos “, conta o major Audivan. 

O empresário Leandro César de Sousa Gonçalves, 37 anos, foi morto a tiros após reagir ao assalto no bairro Lourival Parente, zona Sul de Teresina. O assassinato ocorreu nas imediações de um dos depósitos de bebida da vítima. O plano dos criminosos seria roubar a quantia de R$ 21 mil que havia sido recolhida pela vítima, em uma de suas empresas. 

Na época do crime Polícia Civil afirmou que empresário estava sendo monitorado há dias pelos criminosos. Segundo as investigações, o assalto iria ocorrer no município de Demerval Lobão (a 30 km de Teresina), onde o empresário também tinha um depósito de gás e bebidas. 
Iasmin foi detida e encaminhada à Central de Flagrantes de Teresina. 

Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com

Imprimir