Cidadeverde.com
Política

Deputados do Nordeste repudiam fala de Bolsonaro e afirmam: "é preconceituosa"

Imprimir

Presidente do colegiado Othelino Neto/ foto Kristiano Simas / Agência Assembleia do MA

O Colegiado de Presidentes de Assembleias Legislativas dos Estados do Nordeste (ParlaNordeste) divulgou neste domingo (21) uma carta repudiando as declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). 

A reação é contra a fala do presidente que chamou os governadores do Nordeste de "Paraíba" e fez crítica direta ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PSdoB). Sem saber que estava sendo gravado, o presidente disse: “o pior (governador) é do Maranhão”. Em seguida diz:“Não tem que ter nada para esse cara (se referindo a Flávio Dino)”.

Para os deputados do Nordeste a fala do presidente é "preconceituosa" e que a região Nordeste é a terceira economia do Brasil.

Os representantes do colegiado afirmaram ainda que não vão tolerar qualquer tipo de retaliação aos nove estados. 

Veja nota na íntegra: 

O Colegiado de Presidentes de Assembleias Legislativas dos Estados do Nordeste (ParlaNordeste) recebeu, com repulsa, as declarações preconceituosas do presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta sexta-feira, 19 de julho.   A região, terceira maior economia do Brasil, é morada de 53 milhões de brasileiros que têm orgulho de viver não só na Paraíba, mas também, no Maranhão, em Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí.

O ParlaNordeste ressalta o importante trabalho desenvolvido pelos nove governadores eleitos e reeleitos democraticamente pelo povo nordestino, os quais não têm medido esforços para promoverem o desenvolvimento dos seus estados e proporcionarem uma vida digna à população. Por isso, lutaremos contra todo tipo retaliação em função de diferenças políticas ou preconceito. Exigimos respeito e não abriremos mão do cumprimento dos deveres do Governo Federal para com a nossa região.

Othelino Neto - presidente do Parlanordeste (MA)

Adriano Galdino (PB) – vice-presidente do Parlanordeste

José Sarto (CE) – secretário do Parlanordeste

Themístocles Filho (PI)

Luciano Bispo (SE)

Nelson Leal (BA)

Marcelo Vitor (AL)

Bolsonaro

Hoje, em sua página oficial no Twitter, Bolsonaro voltou a dizer que não fez nenhuma crítica ao povo nordestino. "'Daqueles GOVERNADORES... o pior é o do Maranhão'. Foi o que falei reservadamente para um ministro. NENHUMA crítica ao povo nordestino, meus irmãos."

Governo do Maranhão estuda ação judicial

O procurador Geral do estado do Maranhão, Rodrigo Maia, considerou lamentável a fala do presidente Jair Bolsonaro e disse que estuda possíveis ações judiciais.

"O governador Flávio Dino está vigilante aos fatos, estamos analisando se cabe ação judicial. É recente, e se o governo federal praticar algum ato de perseguição ao governo do Maranhão vamos avaliar e adotar todas as providências", disse Rodrigo Maia, que é presidente do Colégio Nacional dos Procuradores Gerais dos estados.

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Imprimir