Cidadeverde.com
Geral

Sarampo: "Brasil está em perigo iminente", alerta superintendente da Saúde

Imprimir

O superintendente de Atenção Integral à Saúde, Herlon Guimarães, declarou nesta quinta (22) que o Brasil está em um risco iminente com a circulação do vírus do sarampo no país. Guimarães ressaltou que a situação está sendo trabalhada desta forma pelo Ministério da Saúde, que estabeleceu um "Gabinete de Crise" com a missão de barrar a transmissão da doença no país. 

Esse gabinete foi discutido com as secretarias estaduais de saúde por meio de uma webconferência. "Foi criado um gabinete de crise para esse assunto em saúde pública. Então, durante todas as semanas nós teremos reuniões frequentes. O Brasil entra em um risco iminente; isso está sendo tratado pelo Ministério da Saúde dessa forma".

"Até semanas atrás, nós tínhamos apenas sete estados com a presença do vírus e, agora, aumentou para 11. Por isso, o Ministério da Saúde tomou essa decisão -  devido esse risco iminente - de ampliar a faixa etária (de vacinação)". disse. A ampliação da vacinação ocorre para atender crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias; a mudança foi anunciada recentemente. Essa dose extra serve tanto para proteger esse público-alvo como de barrar a transmissão do vírus. 

"Nós não estamos em campanha. E por que essa ampliação de faixa etária? Na verdade, crianças nessa faixa etária de seis meses a 11 mostraram e 29 dias, uma vez que com o vírus presente no organismo, apresentam risco alto de complicações e óbito. Por isso, essas famílias e essas crianças estão sendo chamadas aos postos de saúde para que possam fazer essa dose".

Guimarães acrescenta que "a dose do esquema vacinal completo é ao um ano de vida (12 meses) e ao um ano e três meses (15 meses); essa criança que vai tomar a dose de seis meses a 11 meses e 29 dias também deverá tomar a de um ano e a de um ano e três meses. Por isso, nós estamos chamando essa dose de 'dose zero', pois ela não entra no esquema vacinal. 

A Sesapi está reforçando o abastecimento das vacina nas salas de vacinações em todo o estado. "A gente pede que as famílias levem as suas crianças para que se tome essa vacina e a gente possa controlar esse vírus. Podemos dizer que já estão em 11 estados; estamos em risco iminente. O vírus está circulando 

Fora dessa esquema vacinal normal, a vacina também está disponível para o público adulto, até os 49 anos. A vacina é contraindicada durante a gestação pois são produzidas com o vírus do sarampo vivo, apesar de atenuado.

Casos no Piauí

O Piauí possui um caso importado confirmado de sarampo. A paciente é uma criança de um ano, que foi infectada pelo vírus em São Paulo. Os sintomas da doença se apresentaram após o retorno da criança a sua terra natal, no município de Campo Grande do Piauí (363 km de Teresina). 

Outros sete casos seguem com suspeita da doença, três no interior e quatro em Teresina.

 


Foto: Marcelo Camargo/Agencia Brasil 

Sesapi - Transmissão

O sarampo é uma doença que passa com facilidade de uma pessoa para outra por meio da fala, tosse e espirro.

Prevenção

A vacina é a única forma de prevenção da doença e está disponível na vacinação de rotina nas unidades de saúde.

Sintomas

Os principais sintomas do sarampo são mal-estar geral, febre, tosse e coriza. A doença também provoca conjuntivite e se caracteriza por apresentar manchas vermelhas que aparecem no rosto e se espalham por todo o corpo

Oficina

O Centro de Inteligência em Agravos Tropicais, Emergentes e Negligenciados(Ciaten) promove, na quarta-feira (28), a Oficina de Respostas Rápidas aos Agravos Emergentes – Sarampo. O evento será realizado na Universidade Federal do Piauí (UFPI), campus Teresina, e é promovido em parceria com o Governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapepi); a UFPI, Ministério Público Estadual (MPE) e Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Consems).

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com

Imprimir