Cidadeverde.com
Política

Governador pede punição aos culpados pelas manchas de óleo em praias do Nordeste

Imprimir

Foto: Roberta Aline

 

O governador Wellington Dias (PT) criticou a demora do governo federal em enviar ajuda para a limpeza das praias da região Nordeste, atingidas por manchas de óleo. Ele classificou a demora como “insensata”. 

“Não é razoável que você imaginar que todo dia chegam toneladas de óleo pelo litoral. Parecia que ninguém olhava. Uma coisa insensata. Até estava brincando que estávamos brigando pelo bônus da assinatura do petróleo e mandaram o petróleo direto”, disse.

Wellington Dias cobrou que as investigações apontem o responsável pelo derramamento do petróleo nas praias do país. Ele pede a responsabilização dos culpados. 

“Ainda hoje não se sabe de onde veio. Foi algum navio? Foi alguma plataforma? É preciso ir na raiz. É uma questão muito grave. Daqui a pouco vai para Argentina. É preciso ter um cuidado especial. Há risco de incêndio, de ter um efeito no ecossistema. Já tem efeito no turismo e na economia. Tem um prejuízo que precisa ser superado”, destacou.

O Piauí é o estado da região Nordeste menos afetados pelas manchas de óleo. Porém, o petróleo cru, que chegou ao litoral piauienses já causou danos como a morte de tartarugas marinhas. 

A Capitania dos Portos do Piauí realiza nesta quarta-feira (23) uma nova limpeza na praia Peito de Moça, em Luís Correia (a 340 km de Teresina). A faxina acontece quase um mês depois que as algumas manchas de óleo apareceram na faixa de areia de seis praias do litoral piauiense.

 

Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com

Imprimir