Cidadeverde.com
Últimas

Mutirão de consultas atende 2 mil pessoas em Teresina

Imprimir

Foto: Ascom FMS

Cerca de 2 mil usuários que aguardavam em fila de espera eletrônica foram atendidos neste sábado (26) por médicos oftalmologistas e ortopedistas, no Centro Lineu Araújo e em mais 10 clínicas privadas conveniadas ao SUS. A ação integra o programa “Teresina The Atende”, da Fundação Municipal de Saúde (FMS) que fará mutirões de consultas e exames até o final do ano nas áreas com demanda grande e crescente.

Francilene Rocha, que trabalha como manicure e tem 57 anos de idade, recebeu neste sábado (26) atendimento na área de oftalmologia. “Tenho miopia e astigmatismo e o meu óculos não está servindo mais, nem consigo ler direito. Agora, vai ser possível renovar a receita e isso vai melhorar a minha vida, porque sou manicure e preciso enxergar para executar bem o meu trabalho”.

Segundo o oftalmologista Fábio Martins, foram realizados centenas de atendimentos na área de oftalmologia. “Entre os casos mais atendidos, podemos citar problemas refracionais que podem ser corrigidos com uso de óculos de grau e até problemas mais sérios que podem levar a baixa visão mais intensa, como catarata, glaucoma, retinopatia diabética e degeneração macular relacionada à idade”, afirma.

De acordo com o ortopedista Francisco Fábio Silvestre, a maioria dos atendimentos realizados no seu consultório foi de pacientes com doenças que afetam a coluna, hérnias de disco e com fraturas decorrentes de acidentes de trânsito. “Para prevenir doenças, os especialistas orientam a realização regular de atividades físicas. É preciso também que a população tenha cuidados para prevenir acidentes e realize consultas periódicas com ortopedista”, finaliza.

Segundo o presidente da FMS, Charles Silveira, a fila de espera eletrônica é uma maneira de organizar a demanda e regular o acesso aos serviços especializados. “Mas é preciso criar estratégias para garantir a fluidez dessas filas. Por isso, além dos mutirões de consultas e exames, lançamos edital de chamamento público para aumentar a base de prestadores de serviços ao SUS e ainda iremos abrir o terceiro turno noturno em algumas Unidades Básicas de Saúde”, afirma.

Da Redação
[email protected]

Imprimir