Cidadeverde.com
Geral

Prefeitura estuda novas medidas restritivas nos finais de semana de agosto

Imprimir

Após 4 finais de semana com lockdown parcial no mês de julho, a Prefeitura de Teresina estuda novas medidas restritivas durante os fins de semana de agosto. A partir da próxima segunda-feira (27) tem início mais uma fase da reabertura econômica na capital. Voltam a funcionar o comércio atacadista e varejista de bens duráveis, como eletrodomésticos, eletrônicos e móveis.

“A prefeitura tem estudado e é bem provável que a gente faça alguma outra medida de restrição nos finais de semana, inclusive isso está previsto em decreto que foi publicado na semana passada, com relação a continuidade da reabertura das atividades da cidade no próximo dia 27. É uma possibilidade e está sendo estudado a partir desse princípio de segurança que está sendo trabalhado desde o início da pandemia”, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde, o professor Washington Bonfim, membro do Comitê Gestor de Medidas para Enfrentamento da Pandemia COVID-19 da Prefeitura de Teresina. 

Bonfim destaca que, mesmo com a retomada de algumas atividades, a população não deve relaxar nas medidas de prevenção.

“É muito importante que a população entenda que os seus cuidados individuais devem ser mantidos. Essa semana foi muito produtiva de estudos nacionais e internacionais demonstrando a eficácia do uso de máscara, do distanciamento e das medidas de higiene como mecanismos de contenção do espraiamento do coronavírus”, afirmou.

O membro do comitê alerta que a retomada das atividades não significa que o risco passou. “Estamos sempre alertando para isso: as atividades econômicas não querem dizer que não vivamos um risco, ao contrário, elas querem dizer que nós temos que aprender a conviver com esse risco e aprender a conviver é reforçar as nossas medidas de segurança pessoal”, disse.

“As pessoas que não precisarem sair de casa, que elas se mantenham em casa no limite de suas possibilidade para que a gente possa ter uma convivência menos arriscada com vírus e não venha a enfrentar a situação que outras cidades no mundo inteiro e no Brasil inclusive, de ter que voltar atrás e ter mais lockdown mais extenso por conta de recidiva de casos”, informou Bonfim.

Foto: Roberta Aline

Veja o que abre e fecha no último final de semana de julho:

Com relação às atividades econômicas e sociais só devem funcionar no sábado e domingo, farmácias, drogarias, serviços de saúde, imprensa, serviços de segurança e vigilância, serviços de delivery exclusivamente para alimentação e serviços de autoatendimento bancário.

Em trechos de rodovias poderão abrir as borracharias, postos de combustíveis e pontos de alimentação, incluindo os situados em trechos urbanos, e serviços de transporte de cargas. 

Podem funcionar também atividades agrícolas e agroindustriais, incluindo colheita, ordenha, armazenagem e secagem, entre outras atividades sob risco de perecimento; estabelecimentos que funcionem operando fornos em turnos ininterruptos de 24 horas durante todos os dias da semana, além de atividades de obras de infraestrutura de transportes e para a produção de energia realizadas em parques situados na zona rural.

Serviços públicos

Os serviços públicos tais como energia elétrica, saneamento básico, funerários, segurança pública, telecomunicações e radiodifusão, deverão funcionar entre os dias 25 e 26 de julho, respeitando as determinações sanitárias expedidas para a contenção do novo coronavirus, inclusive quanto aos atendimentos emergenciais.

Ficarão suspensos, a partir das 24 horas do dia 24 de julho até as 24 horas do dia 26 de julho, os serviços de transporte intermunicipal de passageiros na modalidade rodoviário, classificados como serviço convencional, alternativo, semiurbano ou fretado.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir