Cidadeverde.com
Geral

Piauiense que sobreviveu a acidente de carro nos Estados Unidos morre em Parnaíba

Imprimir


Mensagem do pai em uma rede social


O jovem Tomé Lima Viana, 27 anos, morreu na noite deste domingo (28), após 16 dias internado no Hospital Regional Dirceu Arcoverde, em Parnaíba (a 340 km de Teresina). Ele é irmão de Túlio di Giovanni Meneses, que morreu em um acidente automobilístico, em fevereiro de 2019 nos Estados Unidos. Na época, a colisão foi entre um carro de passeio, em que os piauienses estavam, e uma caminhonete. Túlio morreu na hora e Tomé ficou internado em estado grave.

Depois que saiu do hospital, onde ficou meses internado na Califórnia e passou por cirurgias na cabeça e perna, Tomé voltou a morar com os pais em Teresina no final do ano passado. Ele se recuperava bem das sequelas provocadas pelo acidente. 

De acordo com a família, no começo do mês foram passear em Barra Grande (no litoral do estado), e ele ficou com a mãe e outros familiares no litoral quando no dia 11, Tomé passou mal e teve uma convulsão. Ele foi internado no Hospital de Parnaíba, onde teve uma parada cardíaca foi para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e neste domingo(27) não resistiu.

“Ele estava super bem, já comia sozinho, andava sozinho, estava totalmente recuperado. Fomos para Barra Grande e ele estava muito feliz. Acho que foi uma despedida...”, afirmou a prima de Tomé, Maria Clara Nogueira.  

Foto: Arquivo Pessoal

Tomé (o primeiro da esquerda para direita) com a família no início do mês com a família no litoral.

O corpo está sendo velado na funerária Pax União nesta segunda-feira(27) e o sepultamento está previsto para o final da tarde, no cemitério Jardim da Ressurreição, no mesmo jazido do irmão. Os pais de Tomé retornam do litoral ainda nesta manhã.  

Amigo da família, o cantor Ricardo Totte disse ainda está em estado de choque.  “É uma história nossa, de uma rede de amigos do Giovanni e da Marcinha. Todos se sentem derrotados, uma derrota coletiva, somos muitos amigos. Estamos muito abalados com a história deles”, falou Totte ao Cidadeverde.com. 

A Federação Piauiense de Skateboard (Fepisk) divulgou uma nota de pesar sobre a morte de Tomé. A entidade foi uma das várias correntes que ajudaram à família a trazer o corpo de Túlio dos Estados Unidos e fizeram doação para o tratamento de Tomé no estado americano na época do acidente.

Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir