Cidadeverde.com
Esporte

Palmeiras confirma 7 novos casos de covid e chega a 15 jogadores infectados

Imprimir

O surto de covid-19 no elenco do Palmeiras chegou a um número maior que um time que entra em campo para uma partida. Nesta terça-feira, o clube alviverde anunciou que agora são 17 casos do novo coronavírus, sendo 15 jogadores e dois membros da comissão técnica infectados.

Após novos exames PCR realizados na segunda-feira para o jogo contra o Ceará, nesta quarta-feira, na Arena Castelão, em Fortaleza, pela rodada de volta das quartas de final da Copa do Brasil, o clube confirmou que Jailson, Vinicius, Kuscevic, Gustavo Scarpa, Quiñonez, Pedro Acácio e Marino, além do assistente técnico João Martins, testaram positivo e foram afastados da Academia de Futebol.

O zagueiro Alan Empereur, recém contratado pelo Palmeiras, e o atacante Gabriel Veron já haviam informado em uma rede social na segunda-feira que foram diagnosticados com o vírus e também estão em isolamento, assim como o assessor de futebol Edu Dracena.

"Os atletas Jailson, Vinicius, Alan Empereur, Kuscevic, Gustavo Scarpa, Quiñonez, Pedro Acácio e Marino, além do assessor de futebol Edu Dracena e do assistente técnico João Martins, testaram positivo para Covid-19, estão isolados e sob acompanhamento dos médicos do NSP, seguindo o protocolo preconizado", informou o Palmeiras em suas redes sociais.

O técnico português Abel Ferreira já tinha perdido anteriormente sete jogadores por conta do surto de covid-19. São eles o lateral-esquerdo uruguaio Matías Viña, Gabriel Veron, Gabriel Menino, Luan, Rony, Gabriel Silva e Danilo.

O elenco do Palmeiras viaja nesta terça-feira para Fortaleza. A vitória por 3 a 0 no jogo de ida, na semana passada, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, dá ao time a vantagem de poder perder por até dois gols de diferença para avançar às semifinais da Copa do Brasil.

 

Estadão Conteúdo

Imprimir