Cidadeverde.com
Política

Prefeitura de Teresina vai seguir restrições do decreto estadual

Imprimir

Matéria ampliada às 12h51

A prefeitura de Teresina vai seguir o decreto do Governo do Estado com medidas mais restritivas para barrar o avanço da Covid-19. O prefeito Dr. Pessoa diz que é contra o fechamento rigoroso da economia, contudo a Justiça impede flexibilização, o que já resultou em invalidação de decreto municipal anterior.

"A prefeitura reforça que segue realizando ações educativas para a adoção de medidas sanitárias contra o coronavírus, além de realizar esforços para acelerar o processo de imunização dos teresinenses como a compra de vacinas", informou a prefeitura. 

Matéria original publicada às 9h45

O prefeito Dr. Pessoa e o presidente da Câmara de Teresina, Jeová Alencar, estão reunidos para decidir se Teresina vai seguir na íntegra o decreto estadual anunciado pelo governador Wellington Dias e que deve ser publicado nesta segunda-feira (15) com efeito imediato. 

"O prefeito está reunido agora e quer tomar decisão em conjunto com o poder legislativo", informou o secretário municipal de Comunicação, Lucas Pereira. 

As medidas restritivas, que começam a valer a partir desta segunda, são mais rígidas com mudanças, inclusive, no funcionamento de atividades consideradas essenciais. O toque de recolher, que iniciava às 22h e se estendia até 5h da manhã, passa a começar 21h em todo o estado.

ATIVIDADES ECONÔMICAS

De segunda-feira até quarta-feira, as diversas atividades econômicas como comércio, bares e restaurantes, sofrerão redução de uma hora no funcionamento. 

ATIVIDADES ESSENCIAIS

De quinta a domingo ficarão suspensas as atividades presenciais em escolas, igrejas e academias de musculação. 

 

 

Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir