Cidadeverde.com
Esporte

Com dois de Wellington Paulista, Fortaleza sai na frente do CRB na Copa do Brasil

Imprimir

O Fortaleza contou com a estrela do experiente Wellington Paulista, que saiu do banco de reservas e fez dois gols, ambos de pênalti, para ganhar do CRB, por 2 a 1, na Arena Castelão, em Fortaleza, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Foto - Wellington Paulista/FEC

Apelidado de WP9, o atacante saiu do banco aos 22 minutos do segundo tempo e logo já balançou as redes. Especialista na cobrança de pênaltis, ele empatou e depois virou o placar, respectivamente, aos 25 e aos 32 minutos. 

Como de costume, reuniu os companheiros atrás do gol, entre o campo e os painéis de publicidade e tirou selfie com um celular que estava já com algum dos reservas.

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 16h30, no estádio Rei Pelé, em Maceió. O Fortaleza tem a vantagem do empate e o CRB precisa de uma vitória simples para levar a decisão para os pênaltis, pois gol fora não vale como critério de desempate.

A partida começou com uma polêmica. David caiu dentro da área e nada foi marcado. O VAR chamou o árbitro, que sustentou a decisão de campo.

O Fortaleza não desanimou e continuou em cima. Reginaldo evitou o gol de David em cima da linha e Éderson assustou em chute de fora da área.

O gol do Fortaleza parecia questão de tempo, mas quem marcou foi o CRB. Aos 41 minutos, Gum lançou e Nicolas Careca bateu na saída de Marcelo Boeck. O bandeirinha assinalou impedimento do atacante, mas o gol foi validado pelo VAR.

Apesar do técnico argentino Juan Pablo Vojvoda não realizar mudanças, o Fortaleza voltou para o segundo tempo com outra postura e exigiu duas boas defesa de Diogo Silva antes dos dez minutos.

Aos 20 minutos foi a vez de Matheus Vargas levar perigo em chute que passou raspando a trave. A pressão surtiu efeito e o gol de empate saiu aos 26.

Wellington Paulista, que havia acabado de entrar, foi derrubado por Gum dentro da área. O próprio atacante cobrou no ângulo e converteu. A virada veio 32 minutos depois.

A bola desviou na mão de Wesley dentro da área após chute de Yago Pikachu e mais um pênalti foi assinalado após consulta do VAR. Wellington Paulista não desperdiçou novamente.

Com a vantagem do empate para o jogo de volta, o Fortaleza passou a administrar a posse da bola. O CRB também pouco arriscou e só levou perigo em uma falta cobrada por Ewandro pela linha de fundo.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir