Cidadeverde.com
Esporte

Cruzeiro perde, fica longe do acesso e deixa Avaí consolidado no G4 da Série B

Imprimir

Depois de uma semana conturbada com greve de jogadores por causa de salários atrasados, o Cruzeiro se afastou ainda mais do G4 e consequentemente do sonho do acesso para a Série A. 

Partida foi disputada em Santa Catarina - Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F. C.

Nesta sexta-feira à noite, o time mineiro foi derrotado por 1 a 0 pelo Avaí, em partida válida pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, no estádio da Ressacada, em Florianópolis.

A partida foi muito movimentada, principalmente no primeiro tempo, com o Cruzeiro perdendo muitos gols. No segundo, o Avaí fez o gol da vitória logo no início e no final, o Cruzeiro teve a chance do empate. O goleiro Glédson, do Avaí, foi o destaque da partida, com grandes defesas.

Com o tropeço, as chances de acesso são remotas. O Cruzeiro está na 12ª colocação, com 39 pontos, 13 pontos distantes do Goiás, último clube no G4 zona de acesso. O time mineiro não teve o técnico Vanderlei Luxemburgo, suspenso, no banco. O auxiliar Maurício Copertino esteve no comando.

O resultado para o Avaí é excelente. O time catarinense se firma no G4, na terceira posição, com 53 pontos e ainda se reabilita na competição, depois da derrota para o Confiança na rodada passada por 3 a 1.

O jogo começou aberto e movimentado. Logo aos sete minutos, o Cruzeiro, com Bruno José, mandou de fora da área a bola no travessão do Avaí. Na sequência, Thiago chutou e o goleiro Glédson fez boa defesa. 

Com mais posse de bola e utilizando a experiência de seus jogadores, o Avaí procurava chegar a todo momento ao gol do Cruzeiro. O time catarinense, porém, falhava na hora da conclusão.

O Cruzeiro era mais objetivo quando chegava ao setor ofensivo e aos 26 minutos perdeu três gols incríveis em sequência em um lance inacreditável. Thiago avançou sozinho, ficou cara a cara com o goleiro Glédson e tentou finalizar duas vezes. Na terceira, rolou para Bruno José que ajeitou e chutou, mas o zagueiro Alemão salvou em cima da linha.

O segundo tempo começou mais lento do que o primeiro. Quando o Avaí chegou pela primeira vez de forma agressiva e objetiva no ataque no segundo tempo, abriu o marcador. Aos 11 minutos, após cruzamento da direita, Lourenço subiu de cabeça para fazer.

O gol do Avaí foi uma ducha de água fria para o Cruzeiro, que não conseguiu esboçar uma reação e nem repetir o que apresentou no primeiro tempo.

O Avaí ainda tentou ampliar, mas não conseguiu ser competente na hora da conclusão. No final, o Cruzeiro parou mais uma vez no goleiro Glédson. Aos 45 minutos, ele saiu bem na disputa com Marcelo Moreno e na sequência salvou em chute de Marcinho.

Na próxima rodada, o Avaí joga somente na próxima sexta-feira (29) diante do Operário, em Ponta Grossa (PR). O Cruzeiro recebe o Remo, um dia antes, na quinta (28), no Independência, em Belo Horizonte (MG). Os dois jogos são válidos pela 32ª rodada. Agora só faltam sete jogos para cada time.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir