Cidadeverde.com
Política

Bancada do PT aceita deputados de outras siglas, mas aguarda posição de Diretório

Imprimir

Foto: Roberta Aline/ Cidade Verde

A bancada de deputados do PT aceitará receber parlamentares de outras siglas, porém, ainda deve ouvir o Diretório Estadual para bater o martelo. A informação foi repassada pelo deputado Franzé Silva nesta quinta-feira (18). 

Segundo o petista, esse entendimento foi deliberado durante uma reunião entre os membros da bancada que ocorreu na quarta-feira (17). 

“Ficou a definição de ampliar esse debate para dentro do diretório, que vai tomar a decisão final para 2022. Existem várias situações de deputados que sinalizaram vir na eleição de 2022 para nossa agremiação e há uma situação que temos o interesse que haja o fortalecimento do partido dentro da Casa, mas não podemos fazer isso sem ouvir as bases”, explicou.

Situação do PL 

Franzé Silva citou a situação dos membros do PL como a maior dificuldade dentre as acomodações previstas na base. 

Ainda na quarta-feira (17) os presidentes dos diretórios regionais da sigla deram aval para o presidente nacional da legenda, Valdemar Costa Neto acertar os termos da filiação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no PL. Bolsonaro já deixou claro querer um partido “de corpo e alma” e descarta permitir alianças com legendas de esquerda neste acordo. 

“Vai haver acomodações de deputados que poderão migrar de partido, mas dentro da própria base. Vemos ter a dificuldade com o PL, que está sinalizando ir para a base do Governo Bolsonaro, e teremos deputados aliados ao nosso projeto que vamos precisar acomodar no partido”, acrescentou. 

Além dos membros do PL, os deputados Fábio Abreu, Carlos Augusto e o secretário Fábio Xavier, também devem buscar acomodações na base os parlamentares Janaina Marques (PTB), Nerinho (PTB), Firmino Paulo (Progressistas) e Hélio Isaias (Progressistas).  

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir