Cidadeverde.com
Esporte

Com o Corinthians, piauiense Adriana é tricampeã da Libertadores

Imprimir

Créditos: Staff Images Woman

O Corinthians colocou sua terceira taça da Libertadores na galeria. A vitória por 2 a 0 em cima do Independiente Santa Fé, com gols da piauiense Adriana ‘maga’ e Gabi Portilho. As Corinthianas são consideradas as rainhas quando o assunto é Libertadores Feminina e após os títulos de 2017 e 2019 são as campeãs da temporada 2021. Adriana mais uma vez brilhou com a camisa do clube que defende há quatro temporadas. 

As alvinegras vivem uma grande temporada com a conquista do tricampeonato do Brasileirão A1 e a classificação para a final do Paulista - a equipe pode ser tricampeã também no Estadual. Na primeira fase da Libertadores, o Timão bateu o San Lorenzo, Nacional e Desportivo Caiatá.

Nas quartas de final, passou pelo Alianza Lima ao vencer por 3 a 1. Na Semifinal, reencontrou o Nacional (URU) e goleou por 8 a 0 e carimbou com tranquilidade sua vaga na final. Ao total, seis jogos, seis vitória, 24 gols marcados e apenas dois sofridos pelo time comandado por Arthur Elias.

A piauiense havia sido alvo de racismo no jogo pela semifinal da Libertadores, pois após bater um pênalti e marcar o gol uma adversária a chamou de 'macaca'. O caso de racismo repercutiu bastante nas redes sociais e na partida diante o Santa Fé alguns torcedores do Corinthians prestaram homenagens a atleta piauiense entoando seu nome das arquibancadas com o punho serrado.

Agora, as atletas do Timão focam no campeonato Estadual, o Paulista e paralelo a isso Adriana segue servindo a seleção brasileira que se prepara para a Copa América de 2022 e em que a piauiense após sofrer lesões e não conseguir vestir a amarelinha em grandes torneios internacionais foca em também está na seleção junto a técnica Pia. 

 

Pâmella Maranhão 
[email protected]

Imprimir