Cidadeverde.com
Esporte

Funcionários do River param alegando 5 meses de salários atrasados e treino é cancelado

Imprimir

FOTOS: RiverAC

Os problemas extra-campo seguem interferindo no dia a dia do River visando a temporada 2022. Na manhã desta quarta-feira (29) o treino que estava programado para acontecer no CT Afrânio Nunes precisou ser cancelado, pois os funcionários do clube fizeram uma paralisação alegando cinco meses de atrasos salariais. O River se prepara para disputa do Campeonato Piauiense que inicia no dia 15 de janeiro quando irá enfrentar o Oeirense, na Capital da Fé. 

De acordo com informações de atletas do elenco apenas os jogadores que residem no momento no CT Afrânio Nunes e algumas poucas outras peças compareceram em vão ao treino que estava marcado para manhã de hoje (29). Total de oito jogadores. 

A paralização dos funcionários do Galo, no caso, cozinheiras, seguranças, zeladores e afins foi confirmada pela assessoria do clube que também repassou estar tentando contato com o presidente afastado Ítalo Rodrigues algumas semanas sem sucesso, mesmo relato feito por alguns dos jogadores que atualmente defendem o River. 

O River retornou aos treinos após uma breve pausa devido ao natal nesta segunda-feira (27), mas com muitas ausências por questões de logística de passagens tanto de avião com de ônibus para atletas e comissão. O próprio técnico Wallace Lemos ainda não retornou para comandar os treinos e a previsão é de chegada apenas na segunda-feira (3). 

Presidente afastado pela justiça Ítalo Rodrigues

O maior problema do Galo no momento é a questão política, pois o time vive imbróglio na Justiça do Trabalho devido a anulação a eleição que empossou Ítalo Rodrigues como presidente e no momento o clube tem um interventor nomeado, Raimundo Nonato, e por isso várias questões administrativas não podem ser resolvidas. 

Recentemente o técnico Wallace Lemos havia deixado claro sua preocupação e afirmado que os problemas políticos estavam interferindo diretamente nessa fase de pré-temporada do clube e causando prejuizos

A chapa de oposição encabeçada por Robert Ibiapina tenta assumir a presidência do clube e conseguiram na justiça o direito de realizar nova eleição que ainda não tem data marcada. 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir