Cidadeverde.com
Política

Robert diz que fica no PSB e descarta voto em Silvio Mendes

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com 

O vice-prefeito de Teresina, Robert Rios (PSB), afirmou nesta quarta-feira (19) que acompanhará politicamente, “até certo ponto”, o prefeito Dr. Pessoa (MDB), que está a caminho do PL. 

Robert disse que votará junto do prefeito para a reeleição de Jair Bolsonaro (PL), porém, descartou apoiar o grupo do ministro Ciro Nogueira (Progressistas), caso o candidato escolhido seja Silvio Mendes (PSDB), mesmo que esse seja o caminho seguido pelo prefeito.

“Se o candidato do Ciro for Sílvio Mendes, eu lhe digo com todas as letras que não tem meu apoio, nem que Jesus Cristo apoie, eu não apoio. Os tucanos passam o dia atacando a gestão do Pessoa […] Quem ataca não tem nosso apoio. Eu usarei o resto das minhas forças e se Silvio Mendes for candidato farei campanha contra ele a cada bairro e rua estarei presente fazendo campanha contra Silvio Mendes. Silvio Mendes é o pior mal que pode acontecer a cidade de Teresina”, frisou. 

Robert Rios também não garante que deixará o PSB para se filiar ao PL. Ele também adiantou que não pretender ser candidato nas eleições de 2022, exceto em uma situação “extremamente necessária”. 

“Eu não tenho nenhum desejo de ser candidato, meu desejo é encerrar a minha trajetória política por aqui, a não ser que seja uma coisa extremamente necessária. Acho que já dei minha contribuição, não tenho ambição política, não sou gigolô da política e nunca me considerei político profissional. Minha profissão era delegado da Polícia Federal, foi para isso que me preparei”, frisou

O tucano está a caminho de filiar-se no Progressistas. A nível nacional o partido e o PL firmaram uma aliança entorno de Bolsonaro.  O vice-prefeito acredita que é possível apoiar o presidente, sem votar em candidatos ligados ao grupo dele a nível estadual. 

Em entrevista, ele também fez duras críticas ao ex-prefeito de Teresina e disse que ele não merece o apoio, pois os tucanos tem usados a redes sociais para atacar a gestão de Dr. Pessoas. 


Flash Paula Sampaio
[email protected] 

Imprimir