Cidadeverde.com
Geral

Julgamento de Wendel Reis já demora mais de 7 horas

Imprimir
Apesar do julgamento do ex-delegado Wendell Reis não ter sido adiado, a defesa do réu afirmou que pedirá anulação da sessão, qualquer que seja o resultado. O motivo alegado é o de que uma testemunha de defesa não compareceu ao julgamento nesta segunda (10). A possibilidade do cancelamento causou mal-estar entre advogado e promotor. O julgamento já demora mais de sete horas.
 
Fotos: Yala Sena/CidadeVerde.com
A família de Ricardo Seabra e seu silencioso pedido Justiça durante a sessão.

 

Daniele Andrade, que testemunhou a morte de Ricardo Seabra, crime do qual Wendell é réu, foi intimada mas não compareceu ao julgamento que acontece no Tribunal do Júri. A possibilidade do cancelamento da sessão, irritou o promotor Plínio Fabrício de Carvalho. “Se esse julgamento for suspenso novamente, acredito que não haverá mais julgamento”, disse ele, dirigindo-se ao juiz Antonio Noleto, responsável pelo caso.
 
Juiz Antônio Noleto

 

A defesa tentou entrar em contato com Daniele, mas não obteve sucesso. O defensor público, Juliano Leonel, que assumiu o caso e pediu o adiamento, procurou justificar-se garantindo que a testemunha recebeu pessoalmente a intimação.
 
O juiz Antônio Noleto negou o pedido, o que fez com que o advogado de Wendell afirmasse que irá pedir o adiamento do julgamento qualquer que seja o resultado.
 
Mal-estar
Um pouco antes da decisão do juiz, ao ser cogitada a possibilidade de adiamento, a promotoria chegou a afirmar que havia recebido informações de que a testemunha teria sido levada por duas pessoas e pediu explicação em respeito ao Tribunal do Júri.
 

 
Plínio de Carvalho (acima) e Juliano Leonel (abaixo) trocaram farpas.
 

 
O advogado Juliano Leonel argumentou que não tem compromisso com a mentira. “Sou defensor público de carreira há cinco anos. Não recebo honorário de réu. Sou pago pelos cofres públicos e não tenho compromisso com a mentira. Se fizesse isso, pediria exoneração e mudaria de estado. Podem quebrar meu sigilo telefônico para saber se eu tenho algum envolvimento com Daniele”, retrucou.
 
Flash de Yala Sena
Redação Carlos Lustosa Filho
 
 
Tags:
Imprimir