Cidadeverde.com
Esporte

Técnico Luís Castro, ex-alvo do Corinthians, confirma acerto com Botafogo

Imprimir

O técnico português Luís Castro, antigo alvo do Corinthians para a temporada 2022, confirmou nesta quinta-feira o acerto com o Botafogo. O anúncio, ainda não oficial, veio através das redes sociais, com o treinador compartilhando uma foto segurando a camisa do time carioca.

Luís Castro em jogo pelo Al Duhail. Foto: Divulgação - Al Duhail

"Pronto para iniciar a caminhada com a Estrela Solitária ao peito, servindo ao Glorioso", escreveu Castro.

Apesar de não ter sido anunciado oficialmente pelo Botafogo, Castro já está acertado com o clube há algumas semanas. No dia 13 de março, o Al Duhail, ex-clube do treinador, afirmou que o técnico estava deixando a equipe "em comum acordo" para assumir um time no Brasil.

Sua última partida à beira do campo com os árabes foi no dia 18, com o título da Copa do Emir.

Antes de fechar com o Botafogo, Castro foi pivô de uma queda de braço com o Corinthians pela sua contratação.

O time paulista buscava um substituto para a vaga de Sylvinho e tentou atravessar a negociação, mas desistiu por não concordar com o pagamento da multa. Outro português foi contratado para o cargo, o técnico Vitor Pereira.

Luís Castro é mais uma da série de contratações que o Botafogo faz após a mudança para o modelo de SAF, comandado pelo empresário norte-americano John Textor.

Além do treinador português, o clube carioca contratou os volantes Patrick de Paula (Palmeiras) e Luís Oyama (Mirassol), o meia ex-Chelsea e São Paulo Lucas Piazon (Braga-POR), o lateral-direito Saravia (Porto) e o zagueiro Philippe Sampaio (Guingamp-FRA).

Com a chegada de Luís Castro, a Série A do Campeonato Brasileiro passa a contar com nove técnicos estrangeiros no comando de equipes da elite do futebol brasileiro.

São eles: Antonio Mohamed (Atlético-MG), Luís Castro (Botafogo), Vitor Pereira (Corinthians), Gustavo Morínigo (Coritiba), Paulo Sousa (Flamengo), Juan Pablo Vojvoda (Fortaleza), Alexander Medina (Internacional), Abel Ferreira (Palmeiras) e Fabián Bustos (Santos).

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir