Cidadeverde.com
Esporte

Série C: Técnico do Botafogo-Sp narra estratégia para superar o Altos dentro de casa

Imprimir

Foto: Botafogo-SP

Na noite de domingo (10) o Altos fez sua estreia na Série C do Brasileiro 2022. O time foi derrotado diante sua torcida dentro de casa, no Lindolfo, por 3 a 1, com gols de Jean Victor e Thiago Reis (2x) para o Botafogo-SP. O Jacaré descontou com Elielton, de pênalti. A derrota de estreia teve peso e culminou com a demissão do técnico Carlos Rabello após a partida e um novo nome foi anunciado na manhã desta segunda-feira (11) – Agnaldo Liz, 53 anos, ex-Atlético de Alagoinhas (BA). 

Após a partida o técnico do Botafogo-SP, Leandro Zago narrou a estratégia para superar o time piauiense e pontuou conhecimento do estilo do adversário e também o gramado pesado do estádio Lindolfo Monteiro. 

“A gente veio para pressionar, pedimos que os nossos três jogadores de frente fossem bem agressivos e pressionasse saída de bola. A gente viu que o Altos jogava ou com uma linha de cinco ou com linha de quatro e estava com linha de quatro então a gente montou para pressionar as duas, zagueiro e lateral para a gente poder recuperar a bola. A ideia era essa mesma, para obrigar eles a chutar bola longa a gente conseguir ganhar primeira e segunda e já atacar”, acrescentou o técnico do 
Botafogo-SP. 

A estratégia pensada por Zago funcionou bem. O time paulista aos 12 minutos já vencia a partida por 2 a 0, graças a marcação em linhas altas e todo tempo pressionando a saída de bola do Altos, aumentando a margem de erros. Jean Victor marcou de falta, em bola que desviou em Manoel e entrou e Thiago Reais recebeu ligação direto do goleiro Deivity e marcou o segundo. O terceiro gol saiu ainda na primeira etapa, mas em jogada de contra-ataque. 

Foto: Elziney Santos

“Eu acredito que até os 35 minutos do primeiro tempo quando iniciou a chuva mais forte, né? Foi um jogo. A gente se preparou para jogar, vimos que é um tipo de grama diferente do que a gente está habituado a jogar, uma grama um pouco mais alta, mas conseguimos nos adaptar bem, jogar por baixo e construir nossa vantagem nesse período. Aí quando veio a chuva virou um jogo muito mais de duelo, imposição física”, pontuou o técnico Leandro Zago. 

Os piauienses anotaram a segunda derrota consecutiva. A primeira pela semifinal do Piauiense diante o Parnahyba por 3 a 0 na última quarta-feira (6) e agora no domingo (10) pela Série C perderam por 3 a 1. Com isso, houve a mudança de comando, mas no jogo de volta e decisivo pela semifinal do Estadual nesta quarta-feira (13), às 16h, no Lindolfo, quem estará a beira do gramado será Cristiano Bassoli, auxiliar técnico. 

 

 

Pâmella Maranhão
[email protected]

 

Imprimir