Cidadeverde.com
Política

Silvio afirma não acreditar em apoio de Teresa Britto à base governista

Imprimir

Foto: Paula Sampaio 

O pré-candidato Silvio Mendes (União Brasil) revelou nesta quarta-feira (18) não acreditar no apoio da deputada Teresa Britto (PV) ao pré-candidato Rafael Fonteles (PT) ou ao grupo da base governista. 

O partido da parlamentar, o PV, agora faz da parte da federação com o PT e PCdoB. Desde então, a deputada recuou da posição de oposição para uma postura de independência na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). Recentemente, a deputada participou de uma agenda com Rafael Fonteles na sede da Apipa e protetores de animais, uma das bandeiras que defende. 

Silvio Mendes relembrou que a federação foi um acordo firmado nacionalmente e que não perpassou por Teresa Britto. Na avaliação do pré-candidato, a deputada está em uma situação na qual se vê “obrigada” a apoiar o governo petista no Piauí. 

“O Brasil é um país surpreendente, até surreal. A cada ano tem regras diferentes. Nada é duradouro, de acordo com as conveniências deste ou daquele partido político do Congresso e sei lá de quem. Daqueles que têm o poder de mudar a legislação. Então, a Teresa Britto que sempre foi uma crítica do governo do PT, agora se vê obrigada, por um acordo nacional que ela não teve influência, a apoiar ou a achar apoia… Eu não acredito que a Teresa Britto, com o conhecimento que ela tem, possa apoiar quem nunca fez e muito prometeu. Mas não sei, a decisão é dela”, destacou. 

“Não se tentou construir uma terceira via"

Silvio Mendes também descartou acreditar na possibilidade de uma terceira via no Piauí. A reposta foi dada ao ser questionado se avaliava que eleição deste ano seria polarizada entre ele, como representante da oposição, e Rafael Fonteles. 

Para o ex-prefeito de Teresina, não se tentou construir um projeto de terceira via nem no Piauí e nem no Brasil. 

“Os fatos mostram que não se tentou construir um terceira via no estado do Piauí. Não vejo essa possibilidade. Hoje, poderá acontecer? Não sei.  Nem nacionalmente. Não vejo essa confusão nacional, e me mantenho distante apenas olhando, mas não vejo essa possibilidade. Se Deus permitisse que surgisse um grande estadista que mudasse o país”, disse.  

As declarações de Silvio Mendes foram dadas em entrevista ao Cidadeverde.com momentos antes de um seminário no qual participou no Instituto de Educação Federal do Piauí (IFPI). No evento, ele fez uma apresentação do plano de governo para dirigentes da instituição. 

Silvio Mendes ressaltou que a principal prioridade do governo dele será a educação, tendo como modelo àquilo que foi realizado em Teresina. 

“A educação é salvação é do Brasil, não é só do Piauí não. Com a educação você tem mais retorno,  gera mais riquezas. Governo só faz cobrar imposto. Quem produz riqueza é a iniciativa privada e ela precisa ter pessoas qualificadas”, disse. 

O pré-candidato também fez acenos para a iniciativa privada e criticou o governo do estado. Segundo ele faltam ações efetivas no campo da agricultura 

“Isso tem que ser feito porque vai matar a fome de muita gente. Por que não criar um fundo com recursos públicos para mudar a vida de muita gente? Isso é papel de governo e não vemos isso. Temos um caminho, sabemos porque já fizemos isso”, acrescentou.

 

 

Flash Paula Sampaio
[email protected] 

Imprimir