Cidadeverde.com
Esporte

Atlético-MG bate o Avaí de virada e assume a vice-liderança do Brasileirão

Imprimir

O Atlético-MG venceu o Avaí por 2 a 1, de virada, nesta noite de domingo no Mineirão pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória tem um significado especial para o time de Belo Horizonte: o retorno ao pelotão de frente do campeonato. 

Crédito: Clube Atlético Mineiro/Pedro Souza

O Atlético saltou para a vice-liderança, com 15 pontos, ao lado do Palmeiras, que lidera graças aos critérios de desempate. O Avaí caiu para 12ª posição, com dez pontos.

O time mineiro foi melhor durante todo o jogo, mas sofreu um gol Marcado por Morato, nos minutos finais do primeiro tempo e preocupou mais de 31 mil torcedores no estádio. Mas voltou intenso no segundo tempo e chegou à virada com gols de Hulk e Eduardo Sasha.

O primeiro tempo teve um amplo domínio do Atlético-MG. O time tentava criar as jogadas pelas laterais com Mariano e Rubens, respectivamente.

Mas, embora estivesse com maior posse de bola, os atacantes pecavam na hora de finalizar. Nacho Fernández, por exemplo, deu uma cabeçada à queima roupa na trave.

O Avaí jogava dentro da sua proposta de tentar atuar nos contragolpes e em algum eventual erro atleticano. E foi o que aconteceu nos minutos finais da primeira etapa, aos 40 minutos. Otávio foi recuar e deu nos pés de Morato. O jogador do Avaí não desperdiçou, driblou o goleiro Everson e abriu o placar para os catarinenses.

O segundo tempo começou quente. Oito minutos e após um lateral cobrado por Mariano, Hulk encarou a marcação e bateu de curva. A bola entrou no ângulo direito do goleiro Douglas. Foi o 19º gol do atacante nesta temporada.

O Avaí sentiu o golpe e o Atlético foi em busca da virada. O segundo gol saiu após o escanteio da direita. Eduardo Sasha, bem posicionado na entrada da área, ajeitou a bola e chutou rasteiro para virar o placar.

Mesmo em vantagem, o Atlético permaneceu superior e o goleiro Douglas com boas defesas tentava conter as finalizações do adversário. Aos 40 minutos, no entanto, o goleiro do Avaí exagerou na vontade e foi expulso por falta violenta em Ademir na proximidade da área. 

Como o técnico Eduardo Barroca já tinha feito as três paradas para alterações restou ao lateral-direito Kevin ir para o gol. O time mineiro não conseguiu aproveitar a ausência de um goleiro de ofício e não aumentou o placar.

O Atlético volta a jogar no próximo domingo, contra o líder Palmeiras, no Allianz Parque. O Avaí vai tentar se recuperar em casa, contra o São Paulo, no sábado à noite.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir