Cidadeverde.com
Política

Vera Lúcia diz que país vive barbárie e que saída é tirar recursos de bilionários

Imprimir

No Piauí para o lançamento da pré-candidatura de Geraldo Carvalho ao governo do estado pelo PSTU, a pré-candidata à presidência da República Vera Lúcia, afirmou nesta segunda-feira (20) que o Brasil vive uma barbárie causada pela fome e desemprego. O cenário, segundo a pré-candidata, é dramático. 

"O cenário que nós temos visto no país inteiro é um drama. Eu falo como mulher, negra, nordestina, da classe trabalhadora. Metade da população brasileira não tem comida em casa. O Brasil é um dos maiores exportadores de alimento do mundo e tem mais da metade da população que não tem em casa um quilo de feijão, farinha, arroz", disse em entrevista à TV Cidade Verde.

Quem está trabalhando, de acordo com Vera Lúcia, se submete a jornadas excessivas com salários reduzidos.

"Nós temos no país mais da metade da população que deveria estar no mercado de trabalho, produzindo e sobrevivendo do resultado do seu trabalho, fora do mercado de trabalho. E quem está trabalhando tem jornadas extenuantes e com salários achatados numa inflação galopante", ressalta.

Foto: Renato Andrade

Como forma de tentar resolver o problema, a pré-candidata sugere a retirada de recursos dos bilionários, além da saída de Jair Bolsonaro do poder.

"Estamos vivendo numa barbárie com a morte, a fome, miséria e desemprego e, no meio disso, pouquíssimos bilionários. Diante essa realidade nós ainda temos um presidente que sonha em ser ditador. Além da gente querer botar Bolsonaro pra fora, nós precisamos além disso encontrar uma saída para este drama que estamos mergulhados. Nós apresentamos como saída tirar dos 315 bilionários desse país os recursos necessários para solucionar esse problema de milhões", destaca.

O evento de lançamento das candidaturas do PSTU acontece no auditório do Sindicato dos Rodoviários do Piauí.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir