Cidadeverde.com
Picos

No dia do Orgulho LGBTQIA+: Jovem trans luta por respeito e igualdade

Imprimir


 

No dia do Orgulho LGBTQUIA+, uma data de luta e busca por igualdade marcada nesta terça-feira (28 de junho), conheça a história do jovem trans, Ruan Lucca Cardoso Pereira, de 24 anos.

Natural do município de Dom Princípio do Piauí, Ruan Lucca se conectou com sua real identidade de gênero em janeiro de 2021, quando foi devidamente registrado com o seu atual nome.

Residindo atualmente no município de Picos, Ruan Lucca conta como foi seu processo de transição de mulher para homem. 

“Meu processo de transição foi um marco. Eu já gostava de meninas, mas ainda me via como uma menina. Foi quando a minha tia descobriu o câncer e eu fui a Teresina para ajudá-la no tratamento. Decidi raspar o meu cabelo para apoiá-la no tratamento. Eu fiquei de frente com um novo eu e não tinha ideia do que estava por vir”, disse o jovem.

Foi no ambiente universitário, que Ruan Lucca se disse verdadeiramente acolhido. Para ele, a sociedade e o mercado ainda não estão preparados para lidar com essa questão social.  

“Foi lá onde me senti acolhido, vi que era possível eu existir diferente daquilo que tinha sido preposto anteriormente. Aquela caixinha que me foi colocada ela foi deixada de lado. Nós sofremos preconceito por inúmeros fatores, não é somente pela transfobia. O mercado não está pronto, relacionamentos, a sociedade não está preparada”, comenta o jovem.

O principal objetivo da data é conscientizar a população sobre a importância do combate à homofobia para a construção de uma sociedade livre de preconceitos e igualitária.

 

Paula Monize
[email protected]

Imprimir